32.3 C
Rio Branco
25 setembro 2021 7:41 pm

Décio Piccinini desabafa e assume doença desesperadora que lhe causa tremores

POR OCANAL

Última atualização em 11/08/2021 14:31

Nacionalmente conhecido como um dos jurados de programas de TV mais amados pelo público, Décio Piccinini está passando por uma situação delicada. Isso porque, há quatro anos o grisalho foi diagnosticado com um distúrbio que provoca tremores involuntários, afetando mais as mãos e os braços.

A princípio, de acordo com o apresentador, a doença, intitulada TE (tremor essencial), pode piorar por conta de seu quadro de ansiedade. Em suma, se ele olhar para suas mãos enquanto desempenha alguma função, provavelmente vai tremer por estar se cobrando internamente.

“Eu tenho problema de ansiedade. Não posso olhar para aquilo que eu estou fazendo. Se eu tiver que olhar para a xícara que estou te entregando, eu vou tremer. É uma espécie de autocobrança”, explicou ao R7.

Além disso, o jurado do ‘Programa do Ratinho’ fez questão de deixar claro que a doença é diferente de Parkinson. “Acho que isso está incomodando mais as pessoas do que a mim. Eu não tenho o menor problema em falar sobre o assunto”, detalha.

Décio Piccinini elogia Silvio Santos

Ainda no bate-papo, Décio Piccinini não escondeu a surpresa ao ver o retorno de Silvio Santos ao SBT. De fato, o famoso ficou 18 meses longe do canal por conta do novo coronavírus. Mas após se imunizar contra a doença, retornou ao canal com força total.

“Aquilo foi incrível. Eu não esperava. Ele me pareceu extremamente saudoso, nunca passou um ano e meio longe de um microfone. Então, ele voltou com a corda toda, alegre, falante… Foi muito legal ver volta dele”, comenta.

“A longevidade dele como comunicador… Ninguém fica esse tempo todo como essa corda toda, com a audiência que ele dá, com o público fiel que ele tem. Ele é sempre uma grande caixa de surpresa. Eu não tenho a menor ideia do que poder acontecer, o que me parece extremamente positivo”, finalizou o apresentador.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.