26.3 C
Rio Branco
21 setembro 2021 6:42 pm

Em decorrência da seca no rio Acre, Prefeitura declara situação de emergência na capital

Segundo o Boletim da Defesa Civil de Rio Branco, emitido também nesta terça, o nível do rio Acre chegou à marca de 1,47m às 6h

POR RENATO MENEZES, DO CONTILNET

Última atualização em 31/08/2021 09:23

Nesta terça-feira (31), o prefeito Tião Bocalom (Progressistas) declarou Situação de Emergência em virtude do baixo nível das águas do rio Acre. Na decisão, que foi publicada no Diário Oficial do Acre, o Decreto Municipal de nº 1.257 considerou, além da diminuição do nível, os baixos índices pluviométricos, baixa umidade do ar e falta d’água.

Ainda de acordo com o Decreto, a decisão, embasada no Parecer Técnico da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, foi publicada em decorrência da “necessidade de se adotar medidas de resposta, preparação e recuperação dos cenários já acometido dos desastres de estiagem”.

Além disto, a publicação ainda enfatiza os locais onde, atualmente, estão carentes de abastecimento de água potável em decorrência da estiagem, tais como as comunidades Adalto Frota, Santos Dumont, Vila Liberdade, Vila Manuel Marques, entre outros.

“Os danos provocados pela severa estiagem vêm impactando diretamente a normalidade na distribuição e fornecimento de água potável para a população de diversas comunidades rurais e urbanas deste Município”, diz.

Segundo o Boletim da Defesa Civil de Rio Branco, emitido também nesta terça, o nível do rio Acre chegou à marca de 1,47m às 6h, indicando crescimento de 9 centímetros com relação ao dia anterior, 30. Vale ressaltar que a situação de emergência foi classificada como nível II: desastres de média intensidade, e que o decreto vigorará pelo prazo de 90 dias após a data da publicação.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.