35.3 C
Rio Branco
19 setembro 2021 7:14 pm

Em Sena, monitorados quebram regras e voltam para o regime fechado

POR EDINALDO GOMES, DO CONTILNET

Última atualização em 27/08/2021 16:16

Dois reeducandos do presídio Evaristo de Moraes, em Sena Madureira, que estavam utilizando tornozeleira eletrônica voltaram recentemente para o regime fechado por violarem as regras do sistema de monitoramento impostas pela justiça local. Policiais penais e policiais militares se encarregaram de fazer o recolhimento dos mesmos.

Segundo consta, um deles rompeu a tornozeleira e passou a dar suporte a uma determinada facção criminosa, cometendo ameaças a terceiros e, supostamente, se envolveu em uma agressão contra um senhor no Bairro Eugênio Areal, também conhecido como invasão.

O outro foi capturado por força de um mandado de prisão expedido pela justiça de Sena.

Dono de uma extensa fica criminal, ele também é suspeito de dar suporte a assaltantes. “Temos um trabalho integrado com a Polícia Militar que visa reprimir esse tipo de situação. Com isso, quem ganha o benefício de sair do presídio e viola as regras acaba voltando para o regime fechado”, comentou um dos policiais penais do presídio de Sena Madureira.

De acordo com levantamento, 185 pessoas do presídio local usam a tornozeleira eletrônica atualmente, entre homens e mulheres. Todos eles são monitorados através de um sistema informatizado que detecta, em tempo real, qualquer tipo de violão às regras que são impostas pela justiça.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.