23.3 C
Rio Branco
16 setembro 2021 2:52 am

Empate entre catari e italiano pelo ouro é o 1º em 113 anos no atletismo das Olimpíadas

Mutaz Essa Barshim e Gianmarco Tamberi optaram por dividir lugar mais alto do pódio na disputa do salto em altura neste domingo

POR GE

Última atualização em 01/08/2021 16:40

Mutaz Essa Barshim e Gianmarco Tamberi fizeram história neste domingo ao empatarem na disputa do salto em altura e conquistarem a medalha de ouro juntos. Essa foi a primeira vez em 113 anos que uma prova olímpica de atletismo terminou com igualdade no lugar mais alto do pódio.

A última vez havia sido nas Olimpíadas de Londres em 1908. Os estadunidenses Edward Cook e Afred Carlton Gilbert alcançaram a marca de 3,71m no salto com vara e, assim como aconteceu em Tóquio, foram apresentados pelos árbitros com a possibilidade de ambos conquistarem o ouro ao invés de estender a disputa.

Olhando na história das medalhas no atletismo existem mais duas ocasiões nas quais dois atletas terminaram com o ouro, mas não em um empate na competição. Ambas ocorreram nos Jogos Olímpicos de 1912, em Estocolmo, no Pentatlo e Decatlo. Jim Thorpe, dos EUA, venceu as duas provas e depois perdeu a conquista após o COI descobrir que ele havia recebido dinheiro para jogar beisebol, violando as regras da época que só permitiam atletas amadores na disputa das Olimpíadas.

Em 1982, o COI revisou a decisão, afirmando que retirar a medalha de Jim Thorpe foi impróprio pois não houve protesto no período limite de 30 dias após a prova. Dessa forma Thorpe acabou reinstaurado como co-campeão olímpico tanto no Pentatlo quanto no Decatlo, preservando as medalhas de Ferdinand Bie e Hugo Wieslander, que herdaram o ouro inicialmente.

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.