26.3 C
Rio Branco
20 setembro 2021 1:43 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Festa da Revolução coloca no mesmo palco Gladson, Petecão, Bocalom e Socorro Neri

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Revolução

Durante a festa de 119 anos Revolução Acreana e do aniversário de 117 anos do bairro Seis de Agosto, comemorados hoje, o bairro se transformou no grande palco político da Capital. Por lá passaram o governador Gladson Cameli (PP), o senador Sérgio Petecão (PSD), o prefeito de Rio Branco Tião Bocalom (PP), secretários de Estado, deputados e vereadores de Rio Branco. No mesmo palco ficaram lado a lado antigos (Socorro Neri e Bocalom) e futuros (Gladson e Petecão) adversários políticos. Apesar das limitações impostas pela pandemia, o bairro fez uma festa bonita, como sempre faz.

Homenagem

A festa desse ano homenageou o ex-sargento do Exército, Francisco de Oliveira Silva, Tio do senador Sérgio Petecão e da vereadora Lene Petecão, morto em maio do ano passado, vítima da Covid-19. “Selva”, como era conhecido, foi uma importante figura do tradicional bairro e era ele quem organizava as festas deste dia, sendo inclusive responsável pela última festa, ocorrida sem pandemia no bairro histórico para o Acre.

Madrugou

Quem chegou cedo por lá, antes das 8h da manhã e de todos os outros políticos, foi o senador Sérgio Petecão. Filho da Seis de Agosto, Petecão aproveitou o tempo livre, antes do início do evento, para conversar com os moradores, amigos e familiares que tem no bairro.

Tietagem

Por lá os políticos mais festejados pela população, além de Petecão, foram o governador Gladson Cameli, o presidente da Câmara de Vereadores de Rio Branco, vereador N Lima (PP) – outro filho da comunidade – e a ex-prefeita e atual secretária estadual de Educação, Socorro Neri. Era abraço pra cá, selfie pra lá, todo mundo querendo chegar perto. Quem não teve tanto prestígio assim da população foi o prefeito Tião Bocalom, que pouco foi procurado pelos moradores do tradicional bairro do segundo distrito da Capital.

Autoridade

Dentre os inúmeros afagos que recebeu da população durante o evento, o governador fez questão de dar atenção também às crianças do bairro. A cada pequeno que Gladson pegava no colo, a orientação era sempre a mesma: estudar muito e se cuidar. “Elas são minhas autoridades”, disse o governador.

Foto: Nany Damasceno/ ContilNet

Protesto

Mesmo durante a festa da Revolução, os candidatos aprovados em cadastro de reserva na Polícia Civil foram até lá para protestar contra o governador. Durante sua fala, Gladson foi duro e disse que já conversou inúmeras vezes com os aprovados e explicou os motivos, o principal deles de cunho jurídico, do porquê ainda não foram convocados. Após o discurso no palco, mais calmo, Gladson conversou com os manifestantes e convocou uma reunião com eles para a próxima terça (10).

Confiante

Em uma das muitas conversas que fez com a comunidade, o senador Sérgio Petecão se mostrou bastante confiante para a disputa das eleições do ano que vem. Ao falar com alguns apoiadores, moradores do bairro, o senador disparou: “Tu tem dúvida que eu vou ganhar essa eleição? Em 2023 a gente vai fazer a festa aqui comigo como governador”.

Petecão em conversa com cadastro de reserva da PM/Foto: Nany Damasceno/ContilNet

Se comprometeu

Em outra conversa de pé de ouvido, dessa vez com a turma do cadastro de reserva da Polícia Civil, o senador pediu aos aprovados, que devem se reunir com o governador na próxima terça (10), que levassem um recado para o chefe do Executivo estadual, “digam a ele que o senador Petecão se compromete a destinar R$ 3 milhões em recursos e dialogar com a bancada do Acre para ver o que mais nós podemos fazer pra convocar vocês”.

Voltou atrás

Na votação da Câmara Federal sobre a privatização dos Correios, que ocorreu na última quinta (5), o deputado Jesus Sérgio (PDT), que votou a favor da venda da estatal, se desculpou pelo que segundo ele foi um “engano”. De acordo com o deputado, ele votou “sim” por conta de um erro na atualização do sistema. “Sou contra a privatização dos Correios. Não mudei de opinião. O sistema de votação ficou desatualizado por alguns minutos por falta de sinal de internet. Ao restabelecer o sinal a tela mostrava a orientação da Bancada do PDT para votar SIM, mas se tratava do item anterior que já tinha encerrado. Acabei sendo induzido ao erro votando SIM, quando deveria ter votado NÃO como o PDT orientava e como sempre defendi”, disse.

Fernanda Hassem em festividade na Bolívia/Foto: ascom

Festa na Bolívia

Hoje também é dia festa na Bolívia, país que faz fronteira com o Brasil através do Acre, Rondônia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Por lá, no dia 6 de agosto é comemorada a independência da Bolívia, que completa 196 anos. A prefeita de Brasileia, Fernanda Hassem (PT) foi convidada pelo governador de Pando, Dr. Regis German, para participar das festividades. “Enquanto autoridade brasileira eu me sinto honrada pois a Bolívia é um país irmão, sempre tivemos uma relação próxima e de parceria, disse Hassem.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.