25.3 C
Rio Branco
15 setembro 2021 10:24 pm

Maior festa religiosa do Acre, Novenário de Cruzeiro do Sul é aberto com missa

Festa católica é a segunda maior da região Amazônia e fica atrás apenas do Círio de Nazaré, em Belém (PA)

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 05/08/2021 22:01

A segunda maior festa católica realizada na Amazônia brasileira, que fica atrás apenas do Círio de Nazaré, em Belém (PA), o novenário em honra à Nossa Senhora da Glória, em Cruzeiro do Sul (AC), foi aberta mais uma vez na noite desta quinta-feira (5), com a realização de uma missa. A partir de hoje, até o dia 15 a região vive a maior festividade religiosa do Acre, celebrada anualmente, no mesmo período, há 102 anos.

A festa católica tem caráter religioso, mas acaba se transformando também num movimento cultural para todo o Juruá, momento em que os filhos da região que moram fora, inclusive do país, voltam à cidade para reverenciarem a santa padroeira de Cruzeiro do Sul, mas também para rever amigos e familiares. O festejo movimenta a economia com a realização de arraiais, festas e outros eventos em torno da celebração à santa.

O encerramento ocorre sempre no final das tardes do dia 15 de agosto, o ápice da festa, quando é realizada uma grande procissão na qual a imagem de Nossa Senhora da Glória é carregada pela multidão. A expectativa é que a procissão supere a marca das 50 mil pessoas.

A festa este ano é especial porque, em 2020, no auge da pandemia do coronavírus, não pôde ser realizada. Em 2021, mesmo que ainda haja alguma restrição face à doença, com o arrefecimento da pandemia, a procissão será realizada, mas ainda com todos os cuidados sanitários – uso de máscara, distanciamento e álcool em gel.

“Trata-se de festa religiosa que reúne pessoas de todas as comunidades do Vale do Juruá, desde os altos rios até às mais próximas do centro de Cruzeiro do Sul. Momento de renovar a nossa fé e pedir dias melhores para o nosso povo”, disse esta noite o deputado estadual Edvaldo Magalhães (PCdoB), natural de Cruzeiro do Sul, ex-irmão Marista (um movimento da Igreja Católica) e devoto de Nossa Senhora da Glória.

“Sempre participo do Novenário. É uma tradição familiar. Este ano não será diferente. Além de ser um momento de renovação da esperança, é momento de reforçar os laços com aqueles que nos viram nascer, crescer pelas ladeiras de Cruzeiro do Sul e pelas barrancas do rio Juruá”, disse o parlamentar.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.