33.3 C
Rio Branco
17 setembro 2021 3:16 pm

Mazinho aparece em vídeo fazendo elogios a Gladson e Petecão pode sofrer mais uma traição

O prefeito chegou a agradecer a Deus e ao governador pela parceria com o Governo do Estado

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 17/08/2021 22:22

O ex-deputado e ex-prefeito de Plácido de Castro em dois mandatos, Luiz Pereira de Lima, era conhecido não só por sua capacidade de articulação política, as quais quase o levaram a ser eleito prefeito de Rio Branco, em 1985, mas também pelo seu profundo conhecimento da dinâmica da política. Uma de suas frases sobre o assunto (“nada é mais dinâmico que a política”) levou-o a ser reconhecido, até sua morte, como um mestre da política, o ‘filósofo do Abunã”.

O ContilNet teve acesso a um vídeo exclusivo em que o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), aparece elogiando o Governo do Estado, “na pessoa do governador Gladson Cameli”, revelado na noite desta terça-feira (18), mostra que Luiz Pereira, como analista do dinamismo da política, realmente sabia tudo sobre esta arte. Afinal, o vídeo em que Mazinho Serafim se derrama em elogios a Gladson Cameli é diametralmente oposto às publicações em que o prefeito vinha fazendo nos últimos tempos contra o governador, ao ponto de liderar uma manifestação, durante a entrega de máquinas durante uma solenidade na Arena da Floresta, na Via Chico Mendes, no mês de junho passado. Naquela solenidade, Mazinho Serafim e seus sequazes queriam constranger o governador acusando-o de tirar o maquinário de Sena Madureira para impedi-lo de fazer ramais, “por perseguição política”.

Menos de um mês depois, Gladson Cameli mostrou que estava apenas retirando o maquinário velho para entregar um novo ao município, independente das agressões e dos ataques desferidos pelo prefeito contra sua honra. O governador mostrou que queria devolver ao município um maquinário novo com o qual construiria ramais e asfaltaria ruas da cidade, conforme um compromisso seu de campanha.

Ao chegar ao município com maquinário e com o anúncio de recapeamento e asfaltamento de ruas na área urbana da cidade com asfalto produzido e financiado pelo Governo do Estado, o secretário de Infraestrutura, o engenheiro Cirleudo Alencar, filho do município de Sena Madureira, encontrou o prefeito Mazinho Serafim e sua bancada de vereadores, completamente dóceis ao governo de Gladson Caameli. É claro que esta reaproximação do prefeito com o governador Gladson Cameli tem muito a ver com o trabalho de Cirleudo Alenar, que vem sendo elogiado, inclusive na área empresarial da construção civil, pela capacidade técnica e política em ajudar o governador numa área sensível como é esta. O prefeito chegou a agradecer a Deus e ao governador pela parceria com o Governo do Estado, atribuindo esta nova relação a Cirleudo Alencar.

Secretário Cirleudo Alencar vem tentando fazer as pazes entre Gladson e Mazinho/Foto: cedida

A provável nova relação de Mazinho Serafim com o Governo do Estado, tendo que admitir à população de Sena Madureira que Gladson Cameli trabalha sem perseguição a qualquer prefeito, mesmo os que o atacam, não teria implicações apenas imediata. Elas devem se refletir no futuro e atingiria de vez o peito do senador Sérgio Petecão, declarado pré-candidato a governador em disputa direta com Gladson Cameli, que deve ser candidato à reeleição. É que, nos momentos de fúria e declarações contra o govenador, Mazinho Serafim dizia que Petecão teria seu apoio nas eleições de 2022, contra Gladson.

Agora, deve mudar de ideia, para profunda tristeza de Petecão. No início da semana, quando fazia as malas para retornar as votações presenciais em Brasília, Petecão foi surpreendido com a declaração da deputada federal Jéssica Sales, pré-candidato pelo MDB ao Senado, que ela e sua família apoiariam à reeleição do governador Gladson Cameli. Uma surpresa porque, não faz tempo, o senador e a deputada percorreram o Estado inteiro, como uma dupla perfeita, obrigando os analistas da política a enxergarem ali uma chapa perfeita, com a filha de Vagner e da deputada Antônia Sales como candidata a vice ou ao Senado numa chapa encabeçada (e que cabeça!) por Petecão.

Com a declaração da deputada em apoio ao atual governador, Petecão fingiu não acusar o golpe. Disse que nunca tratou com a deputada sobre esses dois assuntos (formação na chapa de vice ou ao Senado) e que, segundo ele, só ficaria triste mesmo se o prefeito Mazinho Serafim voltasse atrás nas declarações anteriores de apoio à sua candidatura ao Governo.

Quem viu os últimos movimentos do prefeito Mazinho Serafim e ouviu suas últimas declarações, entendeu que, se a relação política entre Petecão e Mazinho Serafim fosse um casamento, o nome do senador começaria a vir a ser assunto de mesa e bar como o mais novo traído da cidade. Uma traição em praça pública.

Mas, antes que os analistas digam que o senador Petecão não tem dito sorte nos seus, digamos assim, casamentos políticos, é preciso de novo lembrar Luiz Pereira. Com seus jeito melífluo de ser, o que o fez um homem admirável e querido em seu tempo, Luiz Pereira diria no ouvido do senador e pré-candidato a governador: – Petecão, isso não é traição. É a dinâmica da política.
E tome dinâmica nisso.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.