25.3 C
Rio Branco
21 setembro 2021 3:54 am

Mulher que recusava vacina morre de Covid; ela mudou de ideia na UTI, mas era tarde demais

Marido também morreu vítima da doença causada pelo coronavírus e casal deixou quatro filhos e dívida no hospital

POR I7 NEWS, IG

Última atualização em 20/08/2021 09:25

Lydia Rodriguez tinha a mesma opinião do marido: não acreditava na eficácia da vacina contra a Covid-19. Em julho, o casal testou positivo para a doença causada pelo coronavírus e precisou ser internado em hospital de La Marque, no Texas, Estados Unidos.

No dia 3 de agosto, Lawrence morreu. Lydia permaneceu internada e uma prima, Dottie Jones, contou ao canal ABC13 que ela mudou de ideia sobre a vacina. Assim que entrou na unidade de terapia intensiva (UTI), Lydia pediu para a tomar a vacina contra a Covid.

Naquele momento, ela recebeu dos médicos a informação de que era tarde demais. Dottie também disse que antes de ser intubada, Lydia pediu à irmã para se certificar de que os filhos fossem vacinados. Com problemas nos rins, a mulher faleceu na terça-feira (17).

O casal deixou quatro filhos: Synphonia, de 11 anos, Adam, 16, e os gêmeos Nathan e Ethan, de 18. Para Dottie, os adolescentes não seriam órfãos hoje se os pais tivessem tomado a vacina contra a Covid-19. Segundo ela, as pessoas estão acreditando na desinformação. “Precisamos divulgar a verdade”, disse Dottie.

As vacinas são ferramentas importantes na luta contra a Covid-19. Uma pessoa devidamente imunizada pode contrair a doença, mas as chances de o quadro não evoluir para algo mais grave são bem grandes. Mesmo após vacinado, é importante manter as boas maneiras: usar máscara, evitar aglomerações e manter a higiene das mãos.

Vaquinha para quitar dívida com o hospital

Dottie Jones iniciou uma vaquinha no GoFundMe para ajudar os quatro filhos de Lawrence e Lydia a pagar as despesas do hospital. Foram pedidos 80 mil dólares. Até a manhã de desta sexta-feira, a família havia arrecado quase 73 mil dólares.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.