23.3 C
Rio Branco
16 setembro 2021 5:21 am

Na Aleac, Gladson é acusado de cometer ‘estelionato eleitoral’ e deputado diz que tem provas

"Eu tenho provas, não estou aqui supondo, não", disse Edvaldo

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 17/08/2021 11:08

O deputado Edvaldo Magalhães (PcdoB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) nesta terça-feira (17) para sair em defesa dos mais de 500 aprovados no cadastro de reserva do concurso da Polícia Civil.

A acusação foi feita pelo deputado Edvaldo Magalhães/ Foto: Assessoria

Ele acusa Gladson Cameli de cometer estelionato eleitoral ao prometer a convocação desses aprovados e mudar o discurso ao ser eleito. O parlamentar afirma ter provas.

“Eu tenho provas, não estou aqui supondo, não. O governador fez reunião, assinou um documento dizendo “Fiquem tranquilos”. Depois das eleições, a conversa começou a mudar. Quem prometeu, quem assinou e encheu de esperanças aqueles homens e mulheres que fizeram o concurso foi o senhor, governador. Cumpra sua promessa, sua assinatura. Se não quiser cumprir sua palavra, honre sua assinatura [no documento]”, concluiu.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.