41.7 C
Rio Branco
21 setembro 2021 12:05 pm

Noivado à moda antiga, sete filhos e muito amor: conheça seu Manoel Baiano e dona Raimunda, os moradores mais antigos da Boca do Iaco

POR EDINALDO GOMES, DO CONTILNET

Última atualização em 23/08/2021 09:01

Os pescadores Manoel Nunes de Assis, 86 anos de idade e Raimunda Moreira de Assis, 76 anos, residentes na comunidade Boca do Iaco, região próxima ao município de Sena Madureira, se configuram como mais um exemplo de amor, luta e superação, dada a sua trajetória de vida. Queridos por muita gente, eles são considerados os moradores mais antigos da referida localidade e conseguiram criar os setes filhos mesmo diante das adversidades.

Eles se conheceram através de um tio de Manoel Nunes, também conhecido como Manoel Baiano. Passaram a namorar à moda antiga, ficaram noivos por um período de seis meses, e se casaram em seguida. “Tenho 86 anos de idade e sempre morei nessa comunidade. Pra mim não tem lugar melhor. Aqui é um céu. Mesmo com as dificuldades que surgiram, conseguimos criar nossos setes filhos. Me sinto muito feliz”, disse ele.

Seu Manoel Baiano e dona Raimunda receberam o ContilNet para um papo descontraído. Foto: ContilNet

Apesar de considerar a boca do Iaco como “um céu”, a situação nem sempre foi assim. Houve uma época em que não tinha energia elétrica na casa de seu Manoel Baiano. “A gente utilizava velas ou lamparinas. Hoje, graças a Deus, essa realidade mudou. Tem energia elétrica, temos geladeira, televisão, poço artesiano, felizmente não nos falta nada”, frisou.

Dona Raimunda de Assis, relatou que sempre foi preocupada com os filhos – um cuidado que lhe privou de fazer outras coisas por um período considerável. “Meu filho, eu passei 15 anos da minha vida sem sair de casa porque eu tinha medo que os meninos caíssem no rio. Hoje todos estão crescidos, com suas famílias e o meu sentimento é de felicidade e gratidão a Deus. O mais novo tem 43 anos. Enfrentamos muitos obstáculos, é verdade, mas conseguimos vencer”, destacou.

Marcelo de Assis é um dos filhos do casal. “Temos um carinho especial por eles até mesmo como uma forma de retribuir todo o esforço que fizeram para nos criar e nos repassar bons ensinamentos. Hoje eles são idosos, mas ainda estão lúcidos, firmes. Agradeço muito a Deus pela vida deles”, comentou.

Durante praticamente o ano todo, a casa do seu Manoel Baiano é ponto de referência para quem trafega naquela região. Muitas pessoas param em sua residência e são bem recebidas.

Fotos: ContilNet

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.