24.3 C
Rio Branco
23 setembro 2021 9:04 pm

Policiais Civis do Acre nos ares? Agentes acreanos se qualificam como pilotos; veja!

POR ASCOM

Última atualização em 04/08/2021 14:19

O governo do Estado do Acre, por meio da Secretaria de Estado de Segurança Publica (Sejusp) investe na capacitação continuada de seus operadores em segurança pública como forma de aprimorar conhecimento de todo o efetivo na oferta de serviço de qualidade. Prova disso é a ascensão dos policiais civis, que ingressaram no Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) como tripulantes (operadores aerotáticos) e ascenderam em nível de piloto.

O curso para pilotagem MLTE/IFR tem duração de 50 horas, divididas em 30 horas no simulador e 20 horas em aeronaves reais multimotores e de voo por instrumento, além de aulas teóricas necessárias para formação da grade curricular do participante.

O aperfeiçoamento, bem como as horas-aulas, são necessários para obter a exigência mínima e formação continuada padrão, exigida pela Agência Nacional de Avião Civil (Anac) a todo e qualquer profissional da aviação que desejar a posição de comandante. O curso agrega conhecimentos e habilidades necessários para que o profissional possa atuar em operações de aeronaves mais complexas, além de voos com segurança no uso da navegação por instrumentos devido às condições desfavoráveis, peculiar na região amazônica.

O investimento no fator humano tem como principal objetivo obter, no quadro de pessoal, profissionais capacitados para a condução desses veículos, o que é uma das prioridades do governo do Acre, oferecendo a garantia e a continuidade dos serviços prestados por meio do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.