27.3 C
Rio Branco
14 setembro 2021 8:30 am

Porta-voz da Prefeitura de Rio Branco é questionado sobre impeachment e diz que advogada quer aparecer

Ailton Olveira afirma que Bocalom não vai falar sobre impeachment e acusa Joana D’arc de buscar holofotes

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 24/08/2021 15:42

O prefeito de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressistas), não vai se manifestar sobre o pedido de seu impeachment feito pela advogada e ativista política Joana D’arc Valente Santana, apresentado na Câmara Municipal na última segunda-feira (23). No documento, a advogada acusa o prefeito de infrações político-administrativas, ao proteger o secretário municipal de saúde, Frank Lima, nas acusações de que teria cometido assédios sexual contra servidoras públicas que trabalhavam sob sua coordenação.

A informação de que o prefeito não levará em consideração o pedido da advogada foi dada, com exclusividade ao ContilNet, pelo diretor de comunicação da Prefeitura, jornalista Ailton Oliveira, que funciona como porta-voz do prefeito. “O prefeito tem mais o que fazer e não vai se importar com uma pessoa que vive em busca de holofotes. No passado, ela já pediu o impeachment dos governadores Jorge e Tião Viana, de prefeitos e outras pessoas e nunca foi levada a sério”, disse o porta-voz. “Ninguém pode levar a sério uma pessoa que vive querendo aparecer, tão-somente”, acrescentou.

Oliveira lembrou ainda que a advogada, em 2020, foi candidata à Prefeitura de Plácido de Castro, pelo PSL. “Além de ser derrotada, ela não conseguiu eleger sequer um vereador no município. Como então uma pessoa dessas pode ser levada a sério? Ela não tem legitimidade para se apresentar ao debate política por não ter representatividade”, disse.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.