24.3 C
Rio Branco
21 setembro 2021 10:51 pm

Prefeitura de Cruzeiro do Sul lança campanha “Agosto Lilás” de combate à violência contra a mulher

POR ASCOM

Última atualização em 04/08/2021 13:14

Com o objetivo de comemorar os 15 anos da criação da Lei Maria da Penha, a Prefeitura de Cruzeiro do Sul através da Organização de Políticas para as Mulheres, OPM, lançou na noite desta terça-feira, 03, no pátio da Catedral Nossa Senhora da Glória a Campanha “Agosto Lilás: Por amor sem dor. Diga não à violência contra a mulher”. No decorrer da campanhas serão realizadas diversas atividades durante todo o mês em vários setores e órgãos da sociedade visando a diminuição e o enfrentamento à violência doméstica.
Estiveram participando do evento de lançamento da campanha diversas personalidades e segmentos da sociedade, entre eles o bispo da Diocese de Cruzeiro do Sul, Dom Flávio Giovanelli, a promotora de Justiça, Juliana Maximiano, o delegado de Polícia Civil Vinícius Almeida, representantes da Policia Militar, Exército Brasileiro, Coordenação de Politicas Para Mulheres do Governo do Estado do Acre, a Coordenadora de Políticas para Mulheres de Cruzeiro do Sul Sergiane Silva e a primeira dama do município, representando o prefeito Zequinha Lima, Lurdinha Lima.
De acordo com a Organização de Políticas para Mulheres serão realizadas entre os dias 03 a 26 de agosto rodas de conversa, palestras, oficinas de empoderamento econômico, visando às mulheres terem sua própria dependência financeira, entre outras atividades nas comunidades, nos bairros e instituições, através de parcerias com as  igrejas, Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, Ministério Público e Governo do Estado do Acre.
O bispo da Diocese de Cruzeiro do Sul, Dom Flávio Giovanelli disse que as igrejas têm o papel fundamental no combate a qualquer tipo de violência doméstica.
“É necessário à união das igrejas para que o líder religioso possa entrar na família e incentivar o fim da violência contra a mulher. A mulher é esteio da família por isso lutarmos contra o fim da violência vai além das nossas crenças religiosas”, finalizou.
O delegado de Policia Civil Vinicius Almeida, informou que durante o período de pandemia os casos de violência contra a mulher aumentaram significativamente na região do Juruá.
“Infelizmente durante a pandemia, momento em que as pessoas estão mais em casa, aconteceu algo ao contrário, se era para ter mais harmonia entre os casais tivemos um aumento significativo de violência doméstica. Não existe um dia que não registramos casos dessa natureza. Infelizmente nosso estado lidera o ranking de feminícidio no Brasil e quanto policia civil estaremos nos empenhando em mudarmos essa realidade”, disse Almeida.
A coordenadora de Políticas para Mulheres de Cruzeiro do Sul Sergiane Silva destacou os trabalhos que estão sendo realizados pela gestão municipal no desenvolvimento de politicas para as mulheres.
“Primeiro quero parabenizar nosso prefeito Zequinha Lima, pois pela primeira vez temos um setor responsável por desenvolver ações voltadas para as mulheres e com certeza não apenas neste mês de agosto mais durante toda essa gestão estaremos focados em atuarmos na redução dos números de casos de violência. Estamos iniciando um trabalho de parcerias que nos possibilitará atuar em todas as frentes de combate da violência contra a mulher”, concluiu Sergiane.
A primeira dama de Cruzeiro do Sul, Lurdinha Lima disse que a gestão municipal esta  focada no desenvolvimento de políticas voltadas para o crescimento da mulher e contra o fim da violência.
“Estamos com várias ações, neste mês de agosto teremos atividades voltadas para o aleitamento e para o fim da violência doméstica. O gabinete da primeira dama e a gestão municipal estarão alinhados no desenvolvimento de ações que visem melhorias no crescimento de políticas para mulheres e que trabalhem a conscientização da sociedade para o vim da violência”, falou.
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.