22.3 C
Rio Branco
23 setembro 2021 11:40 pm

Revoltada, acreana expõe agressão de sobrinho em bar de Sena, denuncia racismo, preconceito e agressor armado; veja vídeo

POR DOUGLAS RICHER, DO CONTILNET

Última atualização em 23/08/2021 09:24

A reprodução dessa coluna fica proibida sem os créditos do colunista e site. A cópia desse conteúdo sem autorização gera processos judiciais. 

Siga meu Instagram e veja mais conteúdos: @douglasricher.

Mais um episódio de violência foi noticiado nas redes sociais, envolvendo o tradicional Bar do Nunes, localizado no município de Sena Madureira. No domingo (22), a senamadureirense Lídia Teixeira usou seu Facebook para denunciar agressões ao seu sobrinho Adiel Teixeira Neto.

De acordo com a publicação de Lídia, o sobrinho que estava bebendo no bar e fumando,  foi agredido por um outro homem, que se ofendeu com o cigarro do jovem. Lídia acredita que o sobrinho, Adiel Neto, sofreu racismo e preconceito por sua cor e corte de cabelo.

“Um safado, covarde com o c* cheio de cachaça, simplesmente por ele SER PRETO, e com o cabelo cortado com listra, achou que meu sobrinho era algum vagabundo, marginal, cão sem dono ou sem família. Esse cidadão simplesmente se invocou com a cara do meu sobrinho. Foi até a mesa dele, mandou ele parar de fumar e disse que não podia fumar naquele estabelecimento. Sendo que tinha várias pessoas fumando LA DENTRO DO BAR, INCLUSIVE UM RAPAZ FUMANDO NARGUILE EM UMA MESA NA ÁREA EXTERNA, a fumaça comendo a vontade…. Meu sobrinho ignorou e continuou fumando, ESSE COVARDE SIMPLESMENTE retornou a mesa, bateu na mão do meu sobrinho e derrubou seu cigarro. Meu sobrinho ignorou, acendeu outro cigarro, esse cidadão simplesmente se levantou METEU A MÃO NA CARA DELE, OS 2 SEGURANÇAS DO BAR DO NUNES, PEGARAM MEU SOBRINHO PELO PESCOÇO DANDO GRAVATA, E O COLOCARAM PRA FORA DO BAR.”

Imagem cedida

Recentemente, o Bar foi envolvido em outra confusão generalizada, envolvendo o vereador do município Elvis Dany. As imagens percorreram as redes sociais e viralizaram.

No post, Lídia desabafa sobre  as dificuldades de acesso as imagens, e também não poder gravar a tela das imagens de segurança onde mostra o momento da agressão. Lídia ainda relata o caso do vereador e mostra um boletim de ocorrência já registrado na delegacia do município.

Imagem cedida

Em contato com o site ContilNet, na manhã desta segunda-feira (23), Lídia desabafou e disse que está indignada com o episódio, e que hoje vai na delegacia solicitar as imagens e breve divulgará o momento da agressão.

Veja os vídeos de desabafo de Lídia Teixeira: (Vídeos cedidos)

Confira os prints da postagem no Facebook:

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.