37.6 C
Rio Branco
21 setembro 2021 1:58 pm

Anderson Silva aconselha McGregor a esquecer rivais para focar na recuperação

Além de viver momento delicado no MMA, com derrotas seguidas, Conor McGregor ainda tem que realizar todo processo de recuperação de uma cirurgia

POR AG FIGHT

Última atualização em 03/09/2021 11:18

Além de viver momento delicado no MMA, com derrotas seguidas, Conor McGregor ainda tem que realizar todo processo de recuperação de uma cirurgia. Em julho, em Las Vegas (EUA), o astro irlandês disputou a trilogia contra Dustin Poirier, foi nocauteado pela segunda vez e ainda fraturou a perna no octógono. Como passou pelo mesmo drama, Anderson Silva aconselhou ‘Notorious’.

Em entrevista ao site ‘Submission Radio’, ‘Spider’ indicou que McGregor não deve ter pressa para voltar a lutar. Além disso, o ex-rei do peso-médio (84 kg) do UFC frisou que o astro irlandês precisa esquecer a rivalidade com os desafetos para focar na reabilitação, não só física, de seu corpo. Contudo, antes da lenda do MMA aconselhar ‘Notorious’, o mesmo fez o oposto. O ex-campeão do peso-pena (66 kg) e do peso-leve (70 kg) começou a fazer musculação, ainda impossibilitado de se mover, e discutiu com seus principais alvos.

“McGregor tem que tirar um tempo e continuar trabalhando, fazer fisioterapia. Ele tem que ficar com a mente fora da luta. Apenas mantenha o foco na recuperação e não pense em lutar amanhã ou em seis meses. Recupere seu corpo. Esteja pronto e prepare sua mente para quando voltar, volte forte e melhor. A mente precisa estar pronta, tem que ser conectada com o coração para você se tornar poderoso, para continuar se desafiando, para provar o quanto ama o trabalho, o quanto você pode continuar fazendo isso. Mentalmente é muito importante”, declarou a lenda do MMA.

Anderson Silva, de 46 anos, é um dos lutadores mais celebrados dos esportes de combate. Em seu auge no MMA, o brasileiro marcou época no UFC. ‘Spider’ conquistou o título do peso-médio (84 kg) logo após sua estreia na companhia e o defendeu dez vezes. Não à toa, o veterano é considerado por parte da comunidade das artes marciais mistas o maior nome da história da modalidade. Seus principais triunfos foram diante de Chael Sonnen (duas vezes), Dan Henderson, Demian Maia, Forrest Griffin, Rich Franklin (duas vezes) e Vitor Belfort.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.