34.3 C
Rio Branco
15 setembro 2021 11:41 am

Aprovados no cadastro de reserva da Polícia Civil vão à Aleac e recebem apoio de deputados

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) relembrou que esses jovens já imploram pela convocação há anos

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 15/09/2021 11:41

Membros do cadastro de reserva da Polícia Civil estão na Assembleia Legislativa do Acre, onde esperam ser recebidos pelos deputados estaduais ao fim da sessão.

O aprovado Valter Frank explicou que a vinda da comissão ao parlamento tem objetivo de conseguir o apoio dos deputados pela convocação, o que já aconteceu. Todos os 23 deputados já declararam apoio. Os de oposição criticam o governo pelo não chamamento dos aprovados. Já os deputados da base de Gladson pedem paciência dos aprovados e garantem que o governador vai cumprir sua promessa.

Segundo Valter, uma reunião deve acontecer ainda essa semana entre o governador Gladson e os deputados e, por isso, querem garantir o apoio. “Soubemos dessa reunião com o governador, deputados e PGE e viemos aqui mostrar que estamos na luta e o tempo está contra nós, não podemos esperar”, diz.

O deputado Gehlen Diniz diz que confia no governador e pede que os aprovados façam o mesmo: “Tenho certeza que ainda este ano serão chamados”.

O deputado Jenilson Leite (PSB) cobrou a convocação que foi uma promessa de campanha de Gladson, que chegou a assinar um documento se comprometendo a chamá-los. “Queremos uma resposta à palavra dada com documento assinado com testemunhas, de que eleito, o governador chamaria esses aprovados”.

O deputado e jurista Pedro Longo (Progressistas), líder do Governo da Aleac, que junto com o deputado Roberto Duarte (MDB) apresentou um parecer ao Estado de forma a comprovar juridicamente a possibilidade de convocação, disse que foi apresentado um aditamento do edital do concurso e está esperançoso: “Contém comigo, tudo que puder fazer juridicamente, farei”.

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) relembrou que esses jovens já imploram pela convocação há anos e diz que Gladson prometeu por pelo menos três vezes e foi “perverso”: “Para conseguir os votos desses aprovados participou até de solenidade, assinou documento garantindo que ia convocar todos”.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.