30.3 C
Rio Branco
18 outubro 2021 2:07 pm

Audiência pública expõe situação da BR-364 e evidencia risco de isolamento do Juruá: “Inverno rigoroso”

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 21/09/2021 11:16

Presidida pelo deputado estadual Fagner Calegário (Podemos), deputados e empresários se reúnem na Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) para debater em audiência pública, a situação da BR-364 no trecho Acre. Um verdadeiro calo no calcanhar de todos os governos desde que foi aberta.

“Já começaram algumas chuvas e se nada for feito, corremos o risco de que alguns municípios fiquem isolados, pois temos um inverno rigoroso. Não estamos aqui para acusar ninguém, essa audiência é para encontrarmos solução” destacou o deputado Gehlen Diniz, que foi quem convocou a audiência e citou que, se necessário, irão até Brasília contar soluções.

A deputada Antônia Sales (MDB) ressaltou a importância de discutir a situação da BR-364 e denunciou que há empresas de ônibus que já estudam parar de fazer o transporte em alguns trechos.

“Já não encontro mais passagem de Feijó para Rio Branco. O medo é esse: isolar o Juruá”, diz a parlamentar ao citar o alto preço da passagem aérea que impede muitos acreanos de exercer seu direito constitucional de ir e vir.

O empresário Jarbas Soster, dono de uma das empresas contratadas para realizar a manutenção da obra, afirma que o solo acreano dificulta a manutenção de boa qualidade da estrada em diferentes períodos do ano. “Precisaríamos de um investimento muito alto para uma solução definitiva”.

Soster apresentou um balanço das ações feitas e estudos que corroboram com o que diz sobre a situação do solo. “Estamos enxugando gelo e os recursos não atendem da forma necessária”, afirma.

As empresas que prestam o serviço de manutenção da BR-364 alegam que, ao longo dos anos de contrato, houveram sucessivos aumento de combustível, por exemplo, e os contratos com o Dnit não foram reformulados e ameaçam fechar as portas.

Ao fim da audiência, ficou acertado que uma comissão será formada pelos deputados que irão à Brasília para cobrar as melhorias.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.