25.3 C
Rio Branco
26 outubro 2021 1:36 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Cadastro de reserva da Civil ganha apoio de todos os deputados da Aleac e pressão sobre Gladson aumenta

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Apoio

Os aprovados no cadastro de reserva da Polícia Civil ganharam um apoio de peso nesta quarta-feira (15): o de todos os deputados estaduais.

Pressão

Membros do cadastro de reserva da PC foram até a Assembleia Legislativa do Acre, na manhã de hoje, para pedir aos deputados estaduais que pressionem o governador Gladson Cameli (PP) pela convocação.

Impasse

Enquanto os deputados de oposição criticam o governo pelo não chamamento dos aprovados, os da base de Gladson pedem paciência dos aprovados e garantem que o governador vai cumprir sua promessa.

Agora vai

De acordo com um dos aprovados uma reunião entre os deputados e o governador, sobre a situação do cadastro de reserva, deve ocorrer ainda essa semana, por isso, querem garantir o apoio. “Soubemos dessa reunião com o governador, deputados e PGE e viemos aqui mostrar que estamos na luta e o tempo está contra nós, não podemos esperar”, disse.

Inadmissível

Ainda na sessão de hoje da Aleac, o deputado Jenilson Leite (PSB) classificou como ‘inadmissível’ o fato do Ministério da Saúde cogitar para de enviar vacinas contra a Covid-19 para o Acre. A declaração do socialista foi em resposta a uma fala do governador, que disse que diante da falta de procura pela vacina, o estado está com estoque de imunizantes prestes a vencer e o Ministério cogita pausar o envio das vacinas para o Acre.

Tem que resolver

Para o deputado, é dever do Estado resolver a questão da baixa procura pelo imunizante. “O governo tem que pegar essas ambulâncias, pegar as vans, encher de vacina e ir para os mercados, pros bairros e ramais. Vamos vacinar o povo, o litro da gasolina tá 7 reais, a população não tem como sair de casa, tem ainda aqueles que moram na zona rural e não tem como irem se vacinar, vamos fazer parceria com os órgãos de agricultura, pegar caminhonetes, vamos até esse povo! É isso que tem que ser feito”, aconselhou.

Há vaga

Com data marcada para se despedir do governo, 30 de setembro, a secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, ainda não tem uma substituta escolhida pelo governador. A informação foi dada ao ContilNet pela porta-voz do Governo, Mirla Miranda. “O governador ainda não pensou em um nome para ocupar a vaga, mas deve divulgar isso após a saída da Eliane”, disse.

Barganha

A vaga deixada por Sinhasique pode ajudar o governador a conseguir mais um apoio para a sua reeleição. Apesar de não ser uma pasta de orçamento vistoso, uma secretaria é sempre uma das moedas mais altas no mundo político para barganhar apoios.

“No fiofó”

O deputado Neném Almeida (Podemos) pediu hoje, mais uma vez, que governador Gladson Cameli baixe o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). “O Governo se gaba tanto que nunca se arrecadou tanto e quando se arrecada com imposto é para se reverter para o povo, mas isso não está acontecendo, está sendo sempre no fiofó do povo”, disparou.

Enquete

A enquete do ContilNet sobre em quem o internauta pretende votar para governador em 2022 tem dado o que falar. Na Aleac não foi diferente, o assunto rendeu por lá também. O deputado Fagner Calegário (Podemos) parabenizou o colega de parlamento, Jenilson Leite (PSB), pela liderança da enquete. “Quero parabenizar o deputado Jenilson Leite, nosso vice-presidente da Casa, pelo resultado na enquete do ContilNet. Parabéns deputado, isso mostra que o trabalho que o senhor vem fazendo no parlamento e pelo Estado está sendo recompensado”, disse.

Não é surpresa

Liderando parcialmente a enquete com quase 29%, não é nenhuma surpresa o nome de Jenilson aparecer no topo. Percorrendo os municípios do estado com frequência, Jenilson, que também é médico, anda cativando as comunidades por onde passa. Pra quem achou que o socialista iria ter apenas uma “participação especial” nas eleições do ano que vem, o parlamentar tem mostrado que quer brigar de igual pra igual com os gigantes da política acreana. Jenilson vem pavimentando seu caminho cada vez com mais solidez.

União

Parece que finalmente o governador Gladson Cameli vai conseguir resolver o quiproquó que se tornou a disputa pela vaga no Senado dentro da sua base. Na noite de ontem, Cameli se reuniu com três, dos cinco pré-candidatos ao Senado no seu grupo: Mailza Gomes (Progressistas), Alan Rick (DEM) e Jéssica Sales (MDB). O teor da conversa foi “dar tranquilidade” ao governador com relação à disputa pela vaga. De acordo com a senadora Mailza, anfitriã do encontro, os três parlamentares reconhecem que “juntos somamos muito mais”. Para Mailza, “o momento é de união para viabilizar a reeleição do Gladson”. E garantiu: “Vamos caminhar juntos e em unidade”.

De fora

Quem ficou de fora do encontro fora do encontro foram a deputada federal Vanda Milani (Solidariedade) e Marcia Bittar (sem partido), também pré-candidatas ao Senado da base de Gladson. Porém, a tendência é que as duas se reúnam ao grupo nos próximos dias para fortalecer o pacto.

Arestas aparadas

Com a paz reinando entre Gladson e o prefeito de Sena Madureira, Mazinho Serafim (MDB), muitos rumores sobre a ida de Serafim para o palanque de Cameli começaram a ser levantadas. Porém, o prefeito garantiu que estará com o senador Sérgio Petecão (PSD) em 2022. Ao site A Gazeta do Acre, o prefeito disse que a dupla apenas “aparou as arestas”.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.