25.4 C
Rio Branco
14 outubro 2021 4:03 am

CBV muda regulamento em prol de atletas-mães após apelo de Maria Elisa

Jogadora teve retorno sofrido às quadras após dar à luz e contou com apoio da comissão de atletas para beneficiar futuras grávidas no Circuito; regra também beneficia lesionados

POR GLOBO ESPORTE

Última atualização em 21/09/2021 16:54

Uma postagem longa, de coração aberto, viralizou nas redes sociais. Quase um mês depois, às vésperas do início da temporada 2021/2020 do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia, Maria Elisa pode comemorar com orgulho os frutos do seu desabafo. O novo regulamento aprovado pela Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) prevê que atletas que voltarem a jogar em até 18 meses após afastamento por gravidez não perderão pontos no ranking.

A regra vigente até a última temporada previa que a atleta-mãe manteria apenas 75% dos pontos que tinha antes de deixar as quadras se retornasse em até um ano. Se a volta fosse em até 18 meses, manteria somente metade da pontuação conquistada antes da maternidade. Agora a pontuação fica congelada nesse período. Atletas que sofrerem lesões graves também se beneficiam.

Leia mais em GE, clique AQUI! 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!