25.4 C
Rio Branco
14 outubro 2021 4:04 am

Funcionária da CBF assediada por Caboclo revela depressão e medo: ‘Pensei: Eu vou morrer’

POR EXTRA

Última atualização em 20/09/2021 15:14

A funcionária da CBF que fez a denúncia inicial contra Rogério Caboclo por assédio sexual e moral (outras também fizeram em seguida) falou pela primeira vez. Em entrevista ao “Fantástico”, da TV Globo, a mulher contou como o então presidente da entidade a tratava. Ela revelou que a relação abusiva com o patrão a fez entrar em depressão.

— Foi um processo. Eu ia chorar no banheiro. Eu ia vomitar no banheiro de nervoso. Ficava tensa, chegava em casa chorando. No dia seguinte eu acordava e pensava: “Não vai ser tão ruim, eu preciso desse emprego”. E chegava no trabalho e era pior — contou a funcionária: — A minha depressão chegou a um nível que pensei: “Eu vou morrer”. Aquela sensação de não conseguir respirar, de não conseguir viver a minha vida. Pensei: “Preciso fazer alguma coisa”.

Leia mais em METRÓPOLES, clique AQUI! 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!