38 C
Rio Branco
22 setembro 2021 1:31 pm

Identificada dupla que morreu durante troca de tiros com policiais na fronteira

POR O ALTO ACRE

Última atualização em 10/09/2021 13:18

A delegada do município de Brasiléia, Carla Ivane, recebeu do Instituto Médico Legal IML, documentos que oficialmente, identifica os corpos de dois homens que teriam sido mortos durante troca de tiros com a Polícia Militar do Acre, Gefron e Polícia Nacional Boliviana no último sábado, dia 4 de setembro.

Na ação policial, o primeiro, que foi baleado seria Aldair da Silva Amorim, de 21 anos. Este foi baleado no lado boliviano e levado para o hospital Roberto Galindo, onde teria chegado com vida, mas não resistiu aos ferimentos.

O segundo, que não aparecia no início, passou a ser procurado pelos familiares após o tiroteio. Kelvin Kesley Teodoro de Araújo, de 18 anos, também teria trocado tiros com os policiais e estaria com uma pistola.

Kelvin foi baleado e caiu dentro do rio Acre, sumindo entre os bairros 28 de Maio e do lado boliviano. Algumas testemunhas teriam visto e avisado parentes e as autoridades. Somente no dia 6 passado, os socorristas do 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros do Alto acre realizaram buscas no rio.

O corpo de Kelvin foi localizado cerca de 80 metros do local do tiroteio já em estado de decomposição avançada, sendo necessário o envio ao IML na Capital, onde conseguiram através de resultados de digital, a confirmação oficial que seria o jovem.

Outras quatro pessoas, três homens e uma mulher, foram presos no lado boliviano e conduzidos ao judiciário, sendo condenados no dia 6 passado a cumprir três anos e seis meses de prisão no presídio de Palmasola, região de Santa Cruz. A mulher foi liberada por não haver elementos para que continuasse presa.

Veja vídeo:

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.