33.3 C
Rio Branco
13 outubro 2021 3:59 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Jarude diz que Bocalom está destinando máquinas de Rio Branco para plantio de milho em Acrelândia

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Milharal

O vereador Emerson Jarude (MDB) usou as redes sociais para denunciar o envio de máquinas de Rio Branco para Acrelândia. De acordo com vereador, o prefeito Tião Bocalom (PP) cedeu parte do maquinário da Capital para atender plantações de milho na cidade do interior, que já foi governada por Bocalom. “Enquanto isso, muitos dos nossos produtores rurais rio-branquenses seguem sem assistência. É o prefeito de Rio Branco cuidando de Acrelândia”, escreveu.

Saiu no Diário

A denúncia do vereador ocorre com base no Diário Oficial. Na publicação do D.O. , a Prefeitura de Rio Branco firma um termo de cooperação técnica, através da Safra, com a Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Acrelândia, onde cede uma máquina grade aradora e uma grade niveladora para auxílio no plantio de milho. O empréstimo tem validade de quatro meses.

Tapa no visual

Em visita a Cruzeiro do Sul, já esperando a sessão especial da Aleac que deve ocorrer no município na próxima semana, o deputado estadual Edvaldo Magalhães aproveitou a estadia na cidade para dar um tapa no visual. Edvaldo foi até a barbearia do “Panda”, no bairro São José. “Reencontrando o Panda, esse camarada batalhador, pra botar o papo em dia e dar uma arrumada nos cabelos em meio à correria”.

PAA

O senador Sérgio Petecão (PSD) se reuniu hoje cedo com representantes de cooperativas rurais para tratar sobre a liberação de emenda para a construção de uma escola na comunidade Baixa Verde e também sobre o fortalecimento do Programa de Aquisição de Alimentos, o PAA, instrumento muito importante para as comunidades rurais.

Defesa do esporte

Na sessão da Câmara de Vereadores de Rio Branco da última quinta (23), o vereador Samir Bestene (PP) subiu à tribuna do parlamento municipal para defender mais investimentos da Prefeitura nos esportes. “Acredito que o esporte é um excelente meio para tirar os jovens da criminalidade e proporcionar saúde, em virtude da atividade física. Como exemplo, usei o vídeo da quadra do Cabreúva, onde um esgoto a céu aberto fica ao lado do campo, e a bola vai dentro, situação na qual crianças e jovens arriscam-se naquele local”, disse.

Busca ativa

Com a baixa procura pela vacina contra a Covid-19, em especial pela segunda dose, muito tem se falado pela “busca ativa”, que é o poder público ir até as pessoas e não o contrário, como vem acontecendo. Hoje, uma ação da Rede Amazônica na Cidade do Povo, a “Vacina do Bem”, mostrou a importância desse instrumento. Por lá, a procura foi enorme. A dificuldade e a distância para se chegar a algum ponto de vacinação, o preço da gasolina, e a incompatibilidade de horários de aplicação da vacina com o do trabalho, são alguns dos fatores que têm feito os números estagnarem. É urgente a descentralização dos pontos de vacina e a busca pelas pessoas. Alô Sesacre e Semsa!

Ponto fixo

Com a vida cada vez mais perto de voltar ao “normal” e as empresas abandonando o home office para que os empregados voltem ao trabalho presencial, é essencial que a Saúde viabilize um ponto fixo de vacinação no Centro da Capital. Além do alto número de trabalhadores que vem e voltam do Centro todos os dias, muitos deles em atraso da segunda dose, grande parcela da população também frequenta o Centro diariamente, seja para comprar ou resolver alguma coisa. O índice de vacinados com a segunda dose aumentaria consideravelmente.

Pode ser uma imagem de 1 pessoa e em pé
Socorro Neri no Consed/Foto: reprodução

Consed

Em São Paulo, a secretária estadual de Educação, Socorro Neri, participa da reunião do Conselho de Secretários Estaduais de Educação (Consed), que debate os desafios do retorno às aulas presenciais, a implantação do novo ensino médio, o novo Enem, entre outros assuntos. Além das deliberações sobre os temas, a secretária traz na mala mais uma atribuição, é que Neri agora integra a Comissão de Financiamento da Educação do Consed.

Case de sucesso

Por falar em Socorro Neri, é da secretaria um dos melhores perfis políticos do Acre nas redes sociais. Comunicação direta, fácil e coloquial são alguns dos atributos e acertos de sua equipe de comunicação. Neri tem usado como poucos as mídias sociais a seu favor. Equilibra conteúdo sério com lazer, assuntos institucionais com uma partida de sinuca, e consegue ser leve em todas as informações que passa. Até Raça Negra já entrou no feed da ex-prefeita. Um verdadeiro case de como construir reputação nas redes sociais.

Com fusão

Com a iminente fusão do PSL com o DEM, e com a presidência do novo partido indo para as mãos do senador Márcio Bittar, o que deve garantir a legenda na base de Gladson, perguntei ao vice-governador, Major Rocha, se ele estaria de saída da sigla. “Tudo indica que o novo partido (resultado da fusão) terá candidato a presidente, definindo essa situação, que acredito que se resolva no final do ano, aí vou conversar com Luciano Bivar, que é o presidente nacional do partido. Até lá, permaneço no PSL. Aliás, eu não tenho interesse nenhum em sair do PSL. E se caso eu decida disputar essa próxima eleição, o PSL já tem chapas montadas, então eu venho pelo partido. A negociação vai acontecer direto com a direção nacional”.

Marcando terreno

O deputado Jenilson Leite (PSB) vem trabalhando para fortalecer sua pré-candidatura ao Governo do Acre e ganhando terreno não só no interior, onde é bem consolidado, mas também na Capital. Ontem, o médico infectologista esteve numa das regionais mais expressivas em voto de Rio Branco, a Baixada da Sobral, e foi muito bem recebido. O parlamentar percorreu as ruas da comunidade acompanhado pela liderança e ex-presidente da associação de moradores do bairro Boa União, Manoel Boa União, e pelos dirigentes do PSB, Jaciara Rodrigues, Thiago Higino e Pedro Alexandre. “Só assim poderemos conhecer os problemas  e buscar de alguma forma melhorias para todos”.

Jenilson em visita ao bairro Boa União/Foto: Jardy Lopes

Bom de papo

O socialista diz que tem conversado com moradores, comerciantes, ambulantes, presidentes de associações, presidentes de sindicatos, e muitas outras pessoas por onde anda, sempre com bastante atenção. “São muitos os relatos e os pedidos de melhorias, mas o que enxergamos no olhar de cada pessoa que conversamos é a esperança de um Acre melhor, e é isso que iremos buscar”, enfatiza.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.