22.3 C
Rio Branco
20 outubro 2021 5:54 am

Mulher recebe supercola ao invés de colírio e é socorrida às pressas: ‘Uma dor terrível’

Paciente só teve quadro amenizado um dia depois quando foi um consultório da área oftalmológica.

POR 1NEWS

Última atualização em 24/09/2021 14:31

Residente em Cachoeiro de Itapemirim, no Espírito Santo, a comerciante Regina Amorim, de 55 anos, vivencia um drama após ser vítima de um equívoco. Ela acabou tendo as pálpebras do olho esquerdo coladas depois de aplicar uma gota de supercola, que acabou sendo confundida com colírio.

Como habitualmente fazia, ela pediu para o namorado pegar o frasco de colírio na geladeira. Contudo, o homem se confundiu por não estar com óculos e entregou a companheira uma embalagem de supercola. A vítima teve a substância pingada no olho e imediatamente sentiu os drásticos efeitos da substância química.

“Quando pingou foi uma dor terrível. Ele quase ficou mal por causa disso”, relata Regina em conversa com o UOL. “Fechou o olho total. Porque agarrou os cílios, na hora que bateu eu fechei o olho. Nisso que eu fechei, pegou tudo”, disse Regina.

O caso em questão ocorreu na última terça-feira (21) e vem proporcionando complicações para a comerciante. Em entrevista ao portal UOL, ela disse que geralmente quando faz a auto aplicação costuma colocar um volume maior de colírio. Desta vez como foi o namorado que se encarregou da ação, a quantidade foi menor, evitando um cenário ainda mais delicado.

Quando a gota de supercola teve contato com o olho, Regina disse ter sentido a sensação de que o olho “explodiria” de tanto que ardeu. De imediato, a vítima chegou a aplicar água morna no local antes de ser levada para o socorro.

Sem sucesso, ela foi conduzida para um hospital, mas como não havia especialista na área, a equipe médica se limitou apenas a utilizar soro e algodão para minimizar as dores da paciente. Entretanto, não houve êxito.

Atendimento

Sem conseguiu dormir nos últimos dias, Regina foi a um consultório oftalmológico na última quinta-feira (23), onde foi submetida ao descolamento das pálpebras e remoção de todos os vestígios da substância química.

O tratamento da comerciante segue como pomadas e aplicação de colírio. Apesar um período pré-determinado pelo médico, ela retornará ao consultório para avaliação do quadro de recuperação e verificação de existência de lesões no olho.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.