34.3 C
Rio Branco
23 setembro 2021 3:53 pm

No mês de aniversário de Sena Madureira, ex-prefeito Ulisses Modesto relembra fatos marcantes de sua administração

POR EDINALDO GOMES, DO CONTILNET

Última atualização em 10/09/2021 16:29

Formado em Direito pela Universidade Federal do Acre (Ufac), o advogado Ulisses Dávila Modesto figura como um personagem marcante da História de Sena Madureira, cidade que completará no dia 25 deste mês 117 anos de fundação.

Ele foi prefeito de Sena por duas ocasiões – uma delas em 1975, por Nomeação, e a outra em 1988, através do voto popular. “Pra mim é uma grata satisfação poder fazer parte da História de Sena Madureira. Sou filho de um Cearense e de uma Amazonense e nasci aqui mesmo em Sena, uma cidade bastante acolhedora”, destacou.

Ulisses Modesto é da 5ª turma de Direto da Ufac. Foto: ContilNet

Ulisses Modesto é da 5ª turma de Direto da Ufac e se formou em 1973. Dois anos depois, em 1975, assumiu pela primeira vez a Prefeitura de Sena Madureira à convite do então governador Geraldo Mesquita. “Fiz parte da equipe de transição do governador Geraldo Mesquita e ele me convidou para ser prefeito. Num primeiro momento, não aceitei porque estava atuando em outra área. Eu não tinha atividade política. Mas, acabei sendo convencido e assumi a Prefeitura em 5 de abril de 1975”, relembra.

Durante sua gestão, conseguiu implantar na cidade a primeira rede de Televisão. “Foi, assim, bem marcante, uma novidade para Sena Madureira, algo que trouxe entretenimento para a população”, frisou.

Em 1985, com o advento das Eleições Diretas, candidatou-se a prefeito, entretanto, perdeu a disputa para Normando Sales. Mas, não desistiu do sonho de retornar ao Executivo e em 1988, ao se candidatar novamente, alcançou a vitória num “briga” travada com Dário Maia.

Ele foi prefeito de Sena por duas ocasiões – uma delas em 1975, por Nomeação, e a outra em 1988, através do voto popular. Foto: ContilNet

Ulisses Modesto relembra que uma de suas prioridades foi o atendimento na área da saúde levado para os moradores da zona rural de Sena Madureira bem como para Santa Rosa e Manoel Urbano que, à época, não tinham autonomia administrativa e estavam vinculados à Sena Madureira. “Fui, de forma reiterada, ás cabeceiras dos nossos rios acompanhando o atendimento médico promovido pela Prefeitura. Era uma forma de amenizar o sofrimento das pessoas. Além de Sena, atendíamos também Santa Rosa e Manoel Urbano. Foi gratificante poder ajudar a nossa população”.

O advogado e ex-prefeito falou também sobre outro recorte da nossa história quando a BR-364, entre Sena Madureira e Rio Branco não era asfaltada. “Naquela época, as viagens eram feitas mais de avião e a Prefeitura tinha um gasto expressivo porque ajudava os moradores com passagens. Então, quando chegava o verão, a gente designava as máquinas da Prefeitura para fazer o melhoramento da BR até o Evandro, no km 72. Era uma forma de melhorar a trafegabilidade e assim mais viagens eram feitas via terrestre, diminuindo os gastos com passagens aéreas”, salientou.

Além de prefeito duas vezes, Ulisses Modesto também foi deputado estadual por duas ocasiões. Na primeira vez, assumiu por dois anos já que tinha ficado na suplência. Na segunda, foi o terceiro mais votado entre os 10 candidatos do extinto PDS. Deixou o cargo para assumir a Prefeitura. “Sou feliz por ter dado a minha parcela de contribuição, de alguma forma, com Sena Madureira. Parabenizo a nossa população por esses 117 anos de lutas, vitórias e de uma história marcante. Que Deus nos abençoe”, finalizou.

Em sua adolescência, Ulisses Dávila Modesto chegou a morar em Copacabana, Estado do Rio de Janeiro, mas em razão da não adaptação decidiu regressar para o vale do Iaco onde mora até os dias atuais.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.