25.3 C
Rio Branco
22 outubro 2021 2:50 am

Nova onda de violência em municípios do Alto Acre; imagens mostram atos de violência no fim de semana

Causas de agressões e ameaças com armas de fogo seriam bebedeiras durante festas em finais de semana

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 20/09/2021 10:52

O último final de semana nos municípios de Alto Acre, Brasiléia e Epitaciolândia, foi de muita violência, com o registro de luta campal nas ruas das duas cidades. As brigas ocorreram após festas regadas a muita bebida alcóolica.

Pelo menos duas pessoas estão presas pela acusação de espancamento de um policial militar na madrugada de sábado, em Epitaciolândia, informou o delegado de polícia da cidade, José Luis Tonini. A “Praça Ugo Poli”, em Brasileia, também voltou a ser uma espécie de campo de batalha, inclusive com a exibição de armas de grosso calibre.

Câmeras de segurança registraram as cenas de violência em Epitaciolândia, no sábado. Um policial militar à paisana caminha pela avenida principal da cidade, a Santos Dumont, quando é reconhecido por um grupo de homens, aparentemente embriagados. A turba cai sobre o militar e o espanca até deixá-lo com o rosto desfigurado. Ele escapa de maiores castigos graças à ajuda de outros homens que o arrancam das mãos dos agressores.

Já em Brasiléia, a mesma praça objeto de outras denúncias de violência voltou a registrar imagens de agressões, com uma das pessoas sacando uma arma pistola ponto 40. A arma foi apreendida pela delegada Carla Brito, que instaurou procedimento para apurar o caso.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, a confusão já teria começado na saída de um bar localizado na parte alta da cidade de Epitaciolândia, quando o condutor de uma caminhonete modelo VW/Amarok, teria apontado uma pistola contra outra individuo. Foi quando motorista da caminhonete seguiu a vítima até a praça Ugo Poli em Brasiléia e ao pararem, teria efetuado disparos contra o outro homem na rua, sendo que alguns teriam falhado.

Consta que amigos intercederam e conseguiram tomar a arma do homem no meio da rua. Pouco depois, o homem foi embora e a polícia chegou momentos depois sendo que a arma foi entregue aos policiais que registraram o caso na delegacia. Um vídeo feito por celular feito por um hospede de um hotel localizado na frente da praça, que foi acordado pelos barulho, mostra momentos depois dos disparos, pessoas retirando a arma das mãos do motorista. A praça continua sendo ponto de encontro e de bebedeiras que varam pela madrugada e não raro descambam para a violência.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.