34.3 C
Rio Branco
15 setembro 2021 11:56 am

Polícia confirma que corpo do menino Miguel foi transportado em mala

POR ISTO É

Última atualização em 15/09/2021 11:56

Uma perícia confirmou que havia traços de DNA do menino Miguel dos Santos Rodrigues, de 7 anos, na mala apreendida pela polícia durante as investigações sobre a morte da criança, revelou o delegado Antônio Carlos Ractz, nesta segunda-feira (13). As informações são do jornal O Globo.

Segundo Ractz, a bolsa de viagem foi usada pela mãe, Yasmin Vaz dos Santos Rodrigues, e pela madrasta, Bruna Nathiele Porto da Rosa, denunciadas pela morte, para transportar o corpo do menino até o Rio Tramandaí, entre os municípios de Imbé e Tramandaí, no Rio Grande do Sul, na madrugada de 27 de julho.

O delegado também afirmou que “não há mais razões técnicas para persistirem as buscas” pelo corpo do garoto, e que elas foram suspensas. “Em razão do decurso do tempo, não seria mais localizado em nosso litoral”, disse Ractz.

Yasmin e Bruna foram presas após a mãe de Miguel confessar tê-lo espancado, dopado com um antidepressivo e colocá-lo na mala. Ela afirmou à polícia que o filho ficava de castigo dentro de um armário por cerca de meia hora, e que o agredia como forma de punição.

 

Leia a matéria completa em ISTO É, clique AQUI! 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.