26.3 C
Rio Branco
13 outubro 2021 10:40 am

Presidente do PT no Acre não aceita números de pesquisa favoráveis a Gladson Cameli

“Eles só aceitam pesquisas quando elas são favoráveis ao petismo”, diz dirigente partidário e apoiador do governador

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 23/09/2021 13:50

O PT (Partido dos Trabalhadores), pelo menos no plano regional, não digeriu bem os números da pesquisa do Instituto Datatempo, sediado em Betim (MG), os quais colocam o governador do Acre, Gladson Cameli, como um dos governadores com maior e melhor aceitação no país. De acordo com os números, Gladson Cameli tem mais de 80% de aceitação e é, entre 13 governadores bem avaliados, o que detém o maior percentual favorável.

No entanto, a direção regional do PT não gostou dos números, apesar de o Partido, através do ex-presidente Lula, ser o principal beneficiário das pesquisas de opinião pública que o colocam na frente de todos os pré-candidatos, incluindo o presidente Jair Bolsonaro, na disputa pela presidência da República no ano que vem. “Coisa do PT, Quando as pesquisas favorecem o partido, eles batem palmas. Quando os números apontam outra direção, os petistas demonizam as pesquisas”, disse um apoiador do governador, o presidente regional do PSL, Pedro Valério.

O presidente do PT do Acre, Cesário Braga, contestou os números dizendo que a avaliação “não tem validade estatísticas”. Isso porque, segundo ele, foram aplicados 2025 questionários em todo o Brasil. “Isso significa que, seguindo o princípio estatístico, foram aplicados no Acre o mesmo percentual de questionários que temos de eleitores em relação ao Brasil 0,37%. Então, foram ouvidos 7 acreanos!”, questionou.

Por isso, acrescentou, “é matematicamente incorreto acreditar que uma amostra tão pequena represente estatisticamente todos os mais de 540 mil eleitores! Essa pesquisa só serve para massagear o ego dos comissionados e aliados que sabem que Gladson faz um governo medíocre!”, afirmou.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.