34.3 C
Rio Branco
28 setembro 2021 2:35 pm

Suspeito de matar homem e colocar pênis em panela diz que agiu por ‘raiva’

Suspeito conheceu homem de 56 anos no dia do crime, o matou e arrastou o corpo até uma praia de Itanhaém. Ele explicou que tomou a decisão para provar que gostava de mulheres.

POR G1

Última atualização em 10/09/2021 15:30

O suspeito de 48 anos, preso por decepar a genital de outro homem em Itanhaém, no litoral de São Paulo, conheceu a vítima na mesma data do crime. Segundo apurado pelo G1 nesta sexta-feira (10), ele ainda teria relatado à polícia que ficou com raiva do homem, que teria tentado ter relações sexuais com ele, o que gerou uma desavença que resultou no crime.

A prisão ocorreu em São Vicente. O suspeito já tinha mandado de prisão temporária por decepar a genital de outro homem, matá-lo e arrastar o corpo até uma praia da cidade de Itanhaém.

Em depoimento à polícia, ele informou que conheceu a vítima no dia 28 de agosto, data do crime. Os dois foram para um quarto de pousada onde estariam usando cocaína pouco antes do crime ocorrer. Segundo apurado pela reportagem, o suspeito disse que o homem ficou sem a roupa e propôs que eles fizessem sexo, se aproximando.

Ele disse que se recusou e, a partir disso, começou uma briga. O suspeito relatou à polícia que se defendeu. Ele desferiu o primeiro golpe com a faca e alegou que teria decepado o pênis do homem por raiva do que aconteceu, alegando que gostava de mulheres e não de homens.

Leia mais em G1, clique AQUI! 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.