27.3 C
Rio Branco
19 outubro 2021 4:21 pm

Última pessoa a ver Daniella Perez com vida participa de série sobre crime

O documentário sobre o assassinato de Daniella Perez vai contar com um depoimento importante

POR RD1

Última atualização em 29/09/2021 10:18

O documentário sobre o assassinato de Daniella Perez vai contar com um depoimento importante. Segundo informações da colunista Carla Bittencourt, do Metrópoles, a produtora e assessora artística Marcela Nunes foi convidada para o projeto.

A profissional, que é irmã do jogador Amaury Nunes e cunhada de Karina Bacchi, foi a última pessoa que viu Daniella com vida, antes de ser assassinada.

De acordo com a publicação, como era fã da atriz, Marcela estava na porta dos estúdios da Tyconn, onde a novela De Corpo e Alma era gravada, e chegou a tirar uma foto da famosa momentos antes de sua morte.

Eu tive a honra de ser convidada para participar por ter sido a última pessoa a vê-la com vida e tirar uma foto (sabendo lá no fundo que seria a última oportunidade), me sinto especial por isso. Sempre lembro de tudo como se fosse hoje e vem como um filme na minha memória”, contou Marcela à colunista.

A série vai ao ar em 2022, quando o crime completa 30 anos, e vai ser exibida pela HBO Max. Fábio Assunção, que estava no ar com a atriz na novela em 1992, também gravou recentemente sua participação no documentário, assim como a autora Gloria Perez, mãe de Daniella.

Outros nomes confirmados foram Raul Gazolla, marido de Daniella, além dos atores Claudia Raia, Cristiana Oliveira, Maurício Mattar, Claudia Mauro e Eri Johnson. O diretor Wolf Maia também teve seu depoimento colhido diretamente dos Estados Unidos.

Com cinco episódios, o documentário vai contar ainda com as declarações dos advogados envolvidos no caso, além das autoridades. A direção é de Tatiana Issa e Guto Barra.

A atriz foi morta aos 22 anos por seu colega de cena, o ator Guilherme de Pádua, e por Paula Thomaz, na época esposa dele. A produção da HBO Max promete apresentar ao público a luta de Gloria Perez por Justiça. A autora da Globo conseguiu um milhão e 300 mil assinaturas em um abaixo-assinado para mudar a lei e tornar os homicídios qualificados hediondos, ou seja, inafiançáveis.

Outros nomes confirmados foram Raul Gazolla, marido de Daniella, além dos atores Claudia Raia, Cristiana Oliveira, Maurício Mattar, Claudia Mauro e Eri Johnson. O diretor Wolf Maia também teve seu depoimento colhido diretamente dos Estados Unidos.

Com cinco episódios, o documentário vai contar ainda com as declarações dos advogados envolvidos no caso, além das autoridades. A direção é de Tatiana Issa e Guto Barra.

A atriz foi morta aos 22 anos por seu colega de cena, o ator Guilherme de Pádua, e por Paula Thomaz, na época esposa dele. A produção da HBO Max promete apresentar ao público a luta de Gloria Perez por Justiça. A autora da Globo conseguiu um milhão e 300 mil assinaturas em um abaixo-assinado para mudar a lei e tornar os homicídios qualificados hediondos, ou seja, inafiançáveis.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!