25.3 C
Rio Branco
23 outubro 2021 2:24 am

Uso de imagem de criança em campanha eleitoral resulta em condenação judicial a partido político

Partido político foi condenado a pagar indenização por uso da imagem em propaganda eleitoral em Cruzeiro do Sul

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 27/09/2021 12:24

Um Partido político com atuação no Acre, cuja sigla não foi divulgada, foi condenado ao pagamento de indenização a uma mãe por utilização da imagem de uma criança numa campanha publicitária na campanha eleitoral do ano passado. A decisão está publicada no Diário Oficial Eletrônico do Tribunal de Justiça do estado do Acre (TJAC), na edição desta segunda-feira (27).

De acordo com a decisão, a violação do direito de imagem não precisa de comprovação de prejuízo para configurar dano moral. Uma mãe procurou a Justiça para reclamar sobre o uso indevido da imagem do seu filho. Ela explicou que eles foram abordados em uma praça pública e uma pessoa convidou o menino para participar de uma filmagem, explicando que se tratava de uma campanha sobre a Covid-19.

Nessa conversa, ele foi orientado a dizer “eu autorizo o uso de imagem” e foram registradas algumas poses. No entanto, dias depois, a mãe recebeu de uma amiga pelo WhatsApp a imagem do filho com arte da campanha política e também encontrou esse material de divulgação sendo exibido na televisão e na página pessoal do candidato nas redes sociais. A origem do caso é a comarca de Cruzeiro do Sul, no Vale do Juruá, interior do Acre.

A juíza Adamarcia Machado concluiu que realmente o uso da imagem da criança na propaganda eleitoral ofendeu ao direito de imagem e violou os direitos da personalidade. Portanto, a magistrada condenou o partido ao pagamento de indenização por danos morais, no importe de R$ 10 mil.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.