26.3 C
Rio Branco
21 setembro 2021 4:55 pm

Vídeo: médico acreano suspeito de matar a ex na Bahia é preso ao se apresentar à polícia

POR REDAÇÃO CONTILNET

Última atualização em 06/09/2021 14:18

O médico acreano Antônio Marcos Rego Costa, principal suspeito na morte da ex-companheira, a empresária Gabriela Peixoto, foi preso ao se apresentar à polícia na manhã desta sexta-feira (3), em Feira de Santana. Ele, que é apontado como a última pessoa com quem a vítima teve contato.

O médico estava no  Acre desde o crime e após ter a prisão preventiva solicitada na última terça-feira (31), pela Polícia Civil, retornou à Bahia pra se apresentar.

Gabriela foi encontrada morta após denúncia anônima feita à polícia no dia 22 de agosto, seis dias após desaparecer, às margens da BR-116, na zona rural de Feira de Santana. Ela foi achada sem as roupas, da cintura para cima. Durante as investigações, foram encontrados vestígios de sangue no veículo do acreano.

Ele se apresentou na companhia do advogado e não quis conversar com a imprensa. Ao site G1 da Bahia, a defesa informou que Antônio Marcos não nega, nem confessa participação no crime. Gabriela deixou uma filha, mas não há informações se o suspeito é pai da criança. A principal linha de investigação é que o crime tenha sido praticado por ciúmes.

A vítima, Gabriela Jardim, foi casada com o médico durante quatro anos e, de acordo com a polícia, testemunhas disseram que os dois viviam um relacionamento com animosidades. Segundo a delegada responsável pela investigações, Klaudine Passos, houve relatos de agressões.

A delegada Klaudine Passos, da 1ª Delegacia Territorial, informou que várias pessoas próximas à vítima já foram ouvidas. Uma delas foi uma funcionária, que relatou ter sido “conturbado” o relacionamento entre os dois e que o médico demonstrava ciúmes.

Veja vídeo do momento em que o médico se apresenta na delegacia (imagens do repórter Onildo Rodrigues).

 

 

Com informações do G1 BA

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.