27.3 C
Rio Branco
25 novembro 2021 8:51 am

Cantor gospel com 265 mil seguidores dá calote de R$ 300 mil na Prada, Gucci e Burberry

O artista, que costuma fazer apresentações em lives, igrejas evangélicas e programas de tevê, contava com o auxílio de dois comparsas

POR METRÓPOLES

Última atualização em 20/10/2021 19:04

Com 265 mil seguidores nas redes sociais e famoso no cenário da música gospel brasileira, um cantor foi indiciado pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) por associação criminosa e estelionato após dar calote em três lojas de algumas das maiores e mais caras grifes do mundo – entre elas, as italianas Prada e Gucci, além da inglesa Burberry.

Lives

De acordo com as investigações conduzidas pela 5ª Delegacia de Polícia (Área Central), André Luís dos Santos Pereira (foto em destaque), 35 anos, deixou um rastro de prejuízo que se aproxima de R$ 300 mil. O valor se refere a peças de roupas e acessórios de alto padrão, como ternos, camisas sociais, sapatos, cintos e calças. O cantor, que costuma fazer apresentações em lives, igrejas evangélicas e programas de TV, contava com a ajuda de dois comparsas, que também foram indiciados.

Falso escritório

Para passar credibilidade e assim aplicar os golpes, o cantor utilizava uma sala comercial em um prédio corporativo na área central da capital da República. Representantes das grifes recebiam ligações feitas pelos outros indiciados: Carlos Roberto Saraiva Júnior, mais conhecido como pastor Juninho, e Tiago Barbosa de Miranda. O trio sempre solicitava atendimento personalizado no suposto escritório do artista gospel.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.