28.3 C
Rio Branco
28 novembro 2021 2:06 pm

Empréstimo de 41 milhões de dólares deve ser votado ainda nesta terça-feira; deputados estão divididos

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 19/10/2021 12:33

A presença do secretário de Planejamento, Ricardo Brandão, nesta terça-feira (18) na Assembleia Legislativa do Acre para esclarecer aos parlamentares sobre os investimentos que o Governo pretende fazer com os U$ 41 milhões de dólares que o Governo do Acre pretende fazer junto ao Fundo Financeiro para Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata) esclareceu diversos pontos das operação de crédito. Após longas horas, a reunião da Comissão de Orçamento e Finanças foi suspensa, mas a matéria deve ser apreciada ainda nesta terça onde passará por votação.

Os deputados estão divididos e pelo menos duas emendas serão apresentadas, uma do deputado Roberto Duarte (MDB) e outra do deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB). Magalhães disse que só votará a favor do Governo se a Produção for inserida nos investimentos.

“Não podemos aprovar este empréstimo sem ter carimbado investimentos para a produção. Primeiro porque tem margem, o Governo tá colocando a Ponte da Sibéria, mas tem dinheiro, então pronto, não vamos ficar ocupando espaço da operação. Estamos falando de investimento direto para mexermos nessa infraestrutura da produção, esse é o último empréstimo que poderá ser aprovado nessa gestão”, afirmou dizendo que apresentará uma emenda para incluir a Produção.

O secretário Brandão reconheceu a necessidade de um olhar especial em investimentos na Produção, mas que já projeto para esta área, mas que é necessária uma outra discussão, com investimentos oriundos de outros recursos, como o Fonte 100.

Oposicionista ao Governo na Aleac, o deputado Daniel Zen (PT) defende a contratação do empréstimo, afirmando que a capacidade de endividamento do Estado permite. “O Fonplata é um banco decente, o Governo tem que investir então eu peço aos colegas que aprovemos, agora temos que discutir bastante o destino desse dinheiro, esse é o nosso papel”, explicou.

O deputado Roberto Duarte (MDB), se colocou favorável ao empréstimo. “O Governo do PT era bom em fazer empréstimo, votávamos aqui e ele já pegava, o que não acontece nessa gestão, mesmo aprovando, nenhuma transação é efetivada. Mas eu vou dar um voto de confiança”. O emedebista apresentará a segunda emenda que defenderá a extinção dos outros empréstimos já aprovados na Casa.

O deputado Jenilson Leite (PSB) concordou com o colega. “Se não aprovarmos está emenda com foco ao setor produtivo, o próprio Estado não vai trazer nenhum investimento naquele setor que foi seu carro chefe: o agronegócio. Então o ideal é que aqui tenhamos tranquilidade de aprovar está emenda que vai gerar lucro, emprego e renda para o setor produtivo”, destacou, sugerindo ainda que a Indústria também seja inserida.

O deputado Pedro Longo (PV) lembrou que o empréstimo vai substituir as operações que já foram autorizadas anteriormente. Ele também se colocou a favor da emenda do deputado Edvaldo Magalhães.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!