33.3 C
Rio Branco
13 outubro 2021 11:23 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Folha S. Paulo diz que Jenilson Leite será o candidato de Lula no Acre

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Lula lá

Em uma matéria publicada ontem pelo jornal Folha de S. Paulo, a jornalista Julia Chaib narrou como tem sido o dia a dia do ex-presidente Lula (PT) em Brasília. O petista chegou na capital do país no último dia 3 de outubro para cumprir uma intensa agenda política, onde se reuniu com diversos líderes partidários visando construir sua base de apoio para 2022.

Jenilson aqui

Uma dessas reuniões do ex-presidente foi com a cúpula nacional do PSB. No encontro, o PSB discutiu com Lula a situação de cinco estados onde a sigla pretende lançar candidatos para o governo: Rio de Janeiro, Acre, São Paulo, Pernambuco e Espírito Santo. De acordo com a reportagem, Lula sinalizou que pode apoiar os candidatos do PSB que entrarem nas disputas nesses estados em troca do apoio nacional. Ou seja, o deputado estadual Jenilson Leite (PSB) está caminhando a passos largos para ser o candidato de Lula no Acre.

Ajuda

Outro fator que pode ajudar Jenilson a fazer a dobradinha nacional com Lula é que o o outro nome que poderia ganhar esse apoio, o do ex-senador Jorge Viana (PT), deve ser confirmado em breve para a disputa do Senado. Pressionado internamente para disputar o Governo do Acre, JV sempre deixou nas entrelinhas que sua vontade mesmo era disputar a vaga de senador, o que está prestes a se concretizar.

Sem Lula

Outro pré-candidato que poderia ter Lula no palanque seria o senador Sérgio Petecão (PSD), já que especulava-se, devido a relação de amizade do ex-presidente Lula com o presidente nacional da legenda, Gilberto Kassab, que o PSD poderia embarcar na chapa do petista para a presidência. O que não deve ocorrer, segundo a reportagem, já que Kassab cravou que o partido irá lançar candidato a presidência: o presidente do Senado Rodrigo Pacheco.

MDB

Hoje é a vez do petista se encontrar com alguns caciques do MDB, como o ex-senador Eunício Oliveira (MDB-CE), que presidiu o Senado no biênio 2017-2018, o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, e o líder do partido no Senado, Eduardo Braga (AM), além de outros quadros relevantes do partido.

Pesquisas

Otimista com o resultado das últimas pesquisas eleitorais, o ex-presidente ganha fôlego e pode ser um importante cabo eleitoral em qualquer quinhão desse país, inclusive no Acre, mesmo com um eleitorado majoritariamente conservador. A “jararaca” está de volta.

Mutirão

Prometido para ocorrer antes da ida da Aleac para Cruzeiro do Sul, na semana passada, o mutirão de votação para desengavetar os projetos parados na Casa só aconteceu hoje. Foram votados 9 projetos somente nesta quarta (6).

Absorventes

Entre os projetos apresentados, destaco o de autoria do deputado Chico Viga (Podemos), que prevê a obrigatoriedade de incluir absorventes femininos aos itens de higiene das unidades de ensino, disponibilizando-os, gratuitamente, nos banheiros das escolas públicas estaduais do Acre. “Os absorventes íntimos não são objetos supérfluos e sim, de necessidade básica. Trata-se, portanto, de uma questão de proteção e higiene, além de evitar situações de constrangimento e vexame. Esse projeto visa corrigir o retrocesso alcançado referente a dignidade e ao desenvolvimento sadio e harmonioso da criança e do adolescente, bem como homologar uma nova era onde o respeito e os valores inerentes a pessoa humana sejam integralmente resguardados”, justificou.

Maria da Penha

Mais um projeto que merece destaque é o do deputado estadual Roberto Duarte (MDB), que institui o ensino da Lei Maria da Penha nas escolas. A matéria tem o intuito de conscientizar crianças, jovens, e professores sobre o combate à violência contra a mulher. “Somos o Estado mais violento em crimes contra a mulher, e essa é uma forma de coibir e punir os agressores, proibindo-os de assumir qualquer cargo público em qualquer órgão. A Lei Maria da Penha tem que fazer o cidadão agressor refletir sobre seus atos” disse o emedebista.

Escola legislativa

A Aleac também aprovou hoje o projeto que cria o Centro de Apoio Legislativo às Câmaras Municipais, CEALC, de autoria da Mesa Diretora da Casa. Os vereadores e servidores do parlamento municipal terão acesso a diversos serviços gratuitos, como assessoria jurídica, materiais de apoio e um escritório com computador, internet, impressora e sala de reuniões, localizado na sede da ALEAC. A proposta tem como objetivo integrar as Câmaras Municipais à Assembleia Legislativa, à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.