23.9 C
Rio Branco
24 novembro 2021 9:04 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Governador do AM nega que afastamento de delegados tenha relação com investigação de casal suspeito de crime passional

Segundo governador, alteração foi um procedimento comum da Delegacia Geral, que tem autonomia para mover equipes

POR G1

O governador Wilson Lima disse, nesta sexta-feira (22), que a mudança dos delegados titulares da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) foi um procedimento comum da Delegacia Geral, que tem autonomia para mover equipes. Segundo ele, o afastamento dos delegados não tem relação com o andamento das investigações do crime envolvendo o casal dono do grupo Vitória Supermercados.

O casal de empresários Joabson Agostinho Gomes e Jordana Azevedo Freire foi preso por envolvimento na morte do sargento do Exército Lucas Ramon. Presos desde setembro, na quinta-feira (21), eles tiveram a prisão preventiva prorrogada por mais 30 dias.

A declaração do governador foi dada durante o lançamento de programas de monitoramento e entrega de equipamentos para a segurança pública. Lima estava acompanhado do secretário de Segurança, general Carlos Alberto Mansur, e da delegada-geral da Polícia Civil do Amazonas, Emília Ferraz Carvalho Moreira.

“Essa é uma questão tratada pela nossa Delegacia Geral e pelas nossas forças de segurança e eles têm autonomia para adotar essas políticas para fazer as alterações que eles acham necessárias”, explicou Lima.

A delegada-geral da Polícia Civil do Amazonas, Emília Ferraz Carvalho Moreira, também comentou a situação. Segundo a delegada, a mudança “é uma questão de oxigenação e tentativa de otimizar procedimentos”.

Ela disse ainda que o nome dos novos titulares da Delegacia devem ser anunciados na segunda-feira (25).

Leia mais em G1, clique AQUI! 

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.