32.3 C
Rio Branco
18 outubro 2021 2:11 pm

Indígena de aldeia no AC ganha bolsa nos EUA, se tornará o primeiro doutor de seu povo e ganha repercussão nacional

Além de ser o primeiro antropólogo da etnia Puyanawa, Jósimo Constant começará seu doutorado em 2022

POR TON LINDOSO, DO CONTILNET

Última atualização em 04/10/2021 09:39

Da fronteira do Acre com o Peru, mais precisamente do povo Puyanawa, da aldeia Barão, pode sair o mais novo doutor formado nos Estados Unidos. Jósimo Constant tem 32 anos e ganhou destaque nacional este último fim de semana, após ser contemplado com uma bolsa de doutorado em ciência política, nos Estados Unidos.

“Em 2016, ele foi o primeiro indígena formado em Antropologia pela Universidade de Brasília (UnB) e, em cerca de quatro anos, ele deverá ser o primeiro doutor da história de seu povo. Até os 7 anos de idade, Jósimo Constant falava apenas a idioma Kãdeyruya, e aprendeu o português como segunda língua”, destacou o Jornal Opção. Ele também foi capa do UOL, IstoÉ, EBC e outros.

Jósimo foi contemplado com uma bolsa de doutorado em ciência política, nos Estados Unidos. Ele foi selecionado pelo programa “Oportunidades Acadêmicas Mestrado e Doutorado”, uma iniciativa da EducationUSA.

A universidade ainda será escolhida pelo estudante, com a equipe que o acompanhará nos Estados Unidos, a partir de 14 de janeiro de 2022, data marcada para a viagem.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.