29.3 C
Rio Branco
19 outubro 2021 1:27 pm

Mbappé elogia Neymar após polêmica: ‘Respeito o jogador e admiro o homem que ele é’

POR O GLOBO

Última atualização em 05/10/2021 13:25

O jornal francês L’Equipe publicou nesta terça-feira uma entrevista com Kylian Mbappé no mesmo dia em que o atacante de 22 anos voltou a falar sobre o desejo de deixar o Paris Saint-German. Na entrevista, o craque revelou a admiração que tem por Messi, jogador que o francês nunca imaginou dividir o time, e falou sobre a relação com Neymar, camisa 10 do clube.

Em relação ao episódio em que foi flagrado reclamando de Neymar por não ter recebido um passe do brasileiro, Mbappé agiu com naturalidade. O francês disse ainda que admira Neymar como jogador e homem.

— Sim, eu disse isso. Agora, essas são coisas que acontecem o tempo todo no futebol. Simplesmente não precisa ser algo destacado. Por isso, logo depois conversei com ele sobre isso. Já trocamos muitas palavras assim no passado e vai continuar, porque queremos vencer, mas não deve haver um ressentimento. Não existe nada porque respeito o jogador e admiro o homem que ele é. Mas eu não estava feliz com um passe. Um dia aconteceu comigo também, eu não passei e ele não estava feliz. Mas não tem problema — afirmou Mbappé.

Outro assunto abordado foi o fracasso da seleção francesa na Eurocopa. O atacante destaca essa campanha como o maior ponto negativo da carreira. Vale lembrar que foi ele quem desperdiçou o pênalti decisivo nas oitavas de final contra a Suíça.

— Você pode fazer todas as análises que quiser, mas há um debate em que somos unânimes: nos perdemos completamente. Quando você é eliminado nas oitavas de final por um suposto adversário inferior quando estava ganhando por 3 a 1 aos 80 minutos… as férias me ajudaram a seguir em frente, porque é difícil voltar a jogar logo depois de algo assim — disse Mbappé.

Sobre Messi, o atacante revela que jamais imaginou que defenderia o mesmo escudo que o argentino. Ele achava que Messi nunca deixaria o Barcelona. Mbappé deu ênfase ao lado tímido do jogador e falou sobre a hierarquia que existe dentro do time, a qual faz com que ele não se importe de correr enquanto Messi anda. Ele reconhece como um privilégio jogar ao lado do argentino:

— Quando você tem Messi no time, sabe que ele tem que fazer um pouco menos para ter fôlego e estar mais lúcido para marcar. Então, se você tiver que ir, vá. Não há problema, é uma hierarquia estabelecida. Eu concordo em correr quando o Messi estiver andando, sem problemas! É o Messi, de qualquer maneira!

Leia mais em O Globo.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.