27.3 C
Rio Branco
26 outubro 2021 1:58 pm

Neném Almeida denuncia insegurança no Juruá: “Não existe 190 em Cruzeiro do Sul”

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 05/10/2021 16:24

Após passar uma semana no Vale do Juruá, o deputado Neném Almeida (Podemos) subiu à Tribuna da Assembleia Legislativa do Acre (Aleac) para denunciar a insegurança da região e sair em defesa da população de Cruzeiro do Sul.

“As facções cobram taxa de proteção aos comerciantes. Não basta eles pagarem altos impostos, ainda tem que pagar taxa de proteção para as facções”, disse.

Ele ainda citou o exemplo de uma loja para informar que no segundo município mais populoso do Acre não têm serviço do 190.

“A loja WD Magazine no bairro Aeroporto Velho foi assaltada duas vezes em pouco tempo. Na última, um funcionário ligou para o 190 e, depois de 10 minutos, retornou pois a viatura não tinha chegado, e atenderam dizendo que o carro estava no local, mas a equipe estava no bairro Aeroporto na Capital. Porque não existe um 190 lá em Cruzeiro do Sul? Porque centralizar só na Capital? O povo em Cruzeiro do Sul não merece?”, questionou.

Ainda de acordo com o deputado, a situação não se limita apena à Cruzeiro do Sul, mas o mesmo acontece no Centro de Rio Branco e os lojistas precisam pagar uma taxa para ter “segurança”.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.