30.3 C
Rio Branco
24 novembro 2021 2:40 pm

Novo salário mínimo para 2022: veja de quanto será o reajuste

Confira o que aponta a previsão de vNNalor referente ao valor do salário mínimo para o próximo ano conforme a inflação

POR CNN

Última atualização em 27/10/2021 20:00

De antemão, vale ressaltar que o salário mínimo passa por um reajuste anualmente visando evitar a perda do poder de compra do cidadão. Para isto ocorrer, o piso deve ao menos acompanhar a inflação obtida no ano anterior para que não haja uma perda real.

Neste sentido, caso a inflação avance, de modo a aumentar o preço de produtos essenciais tais como alimentos, medicamentos, conta de energia elétrica e de água, e o piso nacional não acompanhar esse aumento, naturalmente o cidadão será prejudicado.  Sendo assim, constitucionalmente o salário mínimo deve ser corrigido conforme a taxa inflacionária.

Entendido isto, confira no decorrer do artigo qual é a estimativa do governo de como estará a inflação até o fim deste ano, bem como o valor do piso para 2022, diante da referida previsão.

Salário mínimo para 2022

Conforme a previsão do Ministério da Economia com base no cálculo do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), a inflação do país já chega a uma alta de 8,4%.

Vale ressaltar que para 2022, o salário mínimo deve ser de R$ 1.192,40, ou seja, apenas acompanha a inflação, não a superando, de modo que não haverá nem perdas, nem ganho real. Diante disso, o piso nacional terá um aumento de apenas R$ 92,40, em comparação com atual (R$ 1.100).

Cabe salientar que a última vez que o piso nacional foi corrigido acima da inflação ocorreu de 2018 para 2019, ainda sob gestão de Michel Temer. Neste contexto, o Reajuste  foi de 4,61% corrigindo o salário mínimo para R$ 998

Novo piso, impacta no valor de benefícios do governo

Cabe enfatizar, que a correção do salário mínimo também impacta diretamente o valor pago por benefícios governamentais, como a aposentadoria, auxílio-doença, seguro-desemprego, abono PIS/Pasep, entre outros.

É preciso entender que por lei, nenhum benefício concedido pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pode ser concedido em um valor abaixo do salário mínimo. Ademais, todo e qualquer “salário” pago pela esfera pública parte um piso, logo, o teto recebido nos referidos programas também se altera.

Para um melhor entendimento, o máximo pago pelo instituto atualmente corresponde à R$ 6.433,57, caso a previsão do governo se concretize, de forma que o piso salarial seja corrigido para R$ 1.192,40, o teto do INSS será de R$ 6.973,99.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.