32.3 C
Rio Branco
25 novembro 2021 2:51 pm

Superliga Feminina: rivais tentam dar fim a domínio mineiro

Equipes como Osasco, Sesc-Flamengo e Sesi-Bauru querem impedir que Minas e Praia Clube se mantenham no topo da competição, que terá início nesta quinta-feira

POR GLOBO ESPORTE

Última atualização em 27/10/2021 14:38

Por mais de uma década, dois clubes se alternaram no topo. No período, a torcida se acostumou a ver Rio e Osasco brigarem pelo título da Superliga Feminina a cada ano. Nas últimas três edições, porém, o domínio mudou de mãos. Minas e Praia Clube deram início a uma nova soberania nas quadras nacionais. Na nova temporada, que começa nesta quinta-feira, a dupla mineira se mantém como favorita à conquista. Outras equipes, porém, tentam acabar com a hegemonia rival.

Na temporada 2017/2018, o Praia Clube interrompeu o domínio do Rio de Janeiro, hoje Sesc-Flamengo, para conquistar seu primeiro título da Superliga. Nas duas edições seguintes, porém, caiu para o Minas na decisão. A equipe de Uberlândia chega à nova temporada com o status de maior favorita por conta dos últimos resultados. Neste mês, conquistou os títulos da Supercopa e do Sul-Americano justamente com triunfos sobre o maior rival.

Com um time que já se provou forte, o Praia tenta retomar o topo nacional na nova temporada. Para isso, o técnico Paulo Coco conta com a experiência de Walewska, em sua última Superliga, e o talento de jogadoras como a levantadora Claudinha, a central Carol e as irmãs dominicanas Brayelin e Jineiry Martinez. A equipe estreia na temporada nesta sexta-feira, contra o Pinheiros.

Lei mais em GE, clique AQUI! 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.