27.3 C
Rio Branco
25 novembro 2021 9:26 am

Cerca de 8 sindicatos da saúde paralisam nesta quinta em ato em frente à Sesacre; greve pode ser deflagrada

POR NANY DAMASCENO, DO CONTILNET

Última atualização em 25/11/2021 09:26

Iniciou na manhã desta quinta-feira (25) uma paralisação de 12 horas de servidores da Saúde que trabalham para o Governo do Estado. Além do Sindicato dos Médicos do Acre (Sindmed), a mobilização conta com a participação de outros oito sindicatos, entre o Sintesac, Spate, Sindifarma, Sindiconam, Sindicato dos Enfermeiros e Sinbiomed.

Entre as reinvindicações da categoria estão reposições salariais, o novo PCCR e o pagamento da Etapa Alimentação.

O presidente do Sindmed, Guilherme Pulicci, afirma que o objetivo da categoria, com o movimento de hoje, é ser recebida para dialogar com a Secretaria de Saúde. Ele diz que há uma sinalização por parte do Governo em dialogar, “Mas queremos que se conclua”, enfatiza.

Segundo Pulicci, a manifestação se fez necessária diante o descumprimento de diversas promessas feitas pelo Governo durante a greve ocorrida em junho desse ano

O ato, pacífico, ocorre em frente à Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) e caso não haja um entendimento entre a classe e o Governo, pode acontecer uma greve por tempo indeterminado.

“Um laudo técnico deveria ter sido entregue no dia 30 de setembro e não foi até agora. Além disso, dependemos ainda de aprovação de algumas pautas na Assembleia Legislativa e foi sendo adiado, e agora precisamos apertar pois está próximo ao recesso parlamentar” destacou.

Fotos: ContilNet

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.