31.3 C
Rio Branco
25 novembro 2021 5:03 pm

Com show de Curry, Warriors “humilham” Nets fora de casa

No reencontro de Durant com Golden State, armador faz 37 pontos, 9 bolas do perímetro e comanda vitória emblemática por 117 a 99

POR THE PLAYOFFS

Última atualização em 17/11/2021 10:30

Duas das melhores equipes deste início de temporada regular 2021-22 da NBA mediram forças nesta terça-feira (16/11). Em mais um reencontro de Kevin Durant contra a sua ex-equipe, o Golden State Warriors, líder da NBA, mostrou toda a sua qualidade coletiva e bateu com muita autoridade o Brooklyn Nets por 117 a 99 em pleno o ginásio Barclays Center.

O principal destaque do duelo foi Stephen Curry. O armador deu show, trouxe a torcida adversária para o seu lado, comandou os seus companheiros em quadra e teve uma atuação espetacular com direito a 37 pontos, sete rebotes, cinco assistências e nove bolas de três das 13 do seu time no total.

Além disso, o “Brinquedo Assassino” passou a marca de 2.900 bolas de três pontos na NBA, o segundo no ranking geral da liga, atrás apenas de Ray Allen. Ninguém está jogando mais que Curry neste início de temporada da liga.

No duelo particular, ele superou com tranquilidade o ex-companheiro Durant, que fechou a sua participação com apenas 19 tentos para os Nets. Ainda pelo lado dos Warriors, ênfase para os coadjuvantes Andrew Wiggins e Jordan Poole com 19 e 17 pontos, respectivamente.

Pelos mandantes, James Harden foi o cestinha com 24 pontos. Bruce Brown com 14 pontos e três roubos de bola teve uma boa atuação também. Ainda sem se vacinar contra a COVID-19, Kyrie Irving seguiu fora da franquia nova-iorquina.

Com a grande vitória, Golden State permanece com a melhor campanha da liga e da Conferência Oeste (12-2), se recuperando da derrota sofrida na última rodada contra o Charlotte Hornets. Já Brooklyn fica na terceira colocação da Conferência Leste com um retrospecto positivo de 10-5.

O JOGO

O início do primeiro quarto foi frenético no Barclays Center. Apesar do Brooklyn Nets começar melhor, o Golden State Warriors, comandado por Stephen Curry, apostava no seu estilo de jogo rápido e focado nas bolas de três tentos. Na sequência, o ritmo e o aproveitamento caíram, mas a parcial permaneceu equilibrada. Melhor para o time da casa, que conseguiu manter a liderança até o encerramento do período (34 a 31).

Apesar dos mandantes terminarem na frente, o grande destaque foi Curry, que passou da marca de 2.900 bolas de três pontos na NBA, o segundo no ranking geral da liga, atrás apenas de Ray Allen. Ele terminou os 12 primeiros minutos com excelente aproveitamento do perímetro com 4/5 e 12 pontos. Kevin Durant marcou o mesmo número de tentos também e mostrou serviço contra a sua ex-equipe. Esse duelo individual prometia para o resto da partida.

No segundo quarto, o embate oscilou bastante e os times se revezaram mais na ponta do marcador. As defesas levaram a melhor contra os ataques, mas diferente do período anterior, Golden State foi melhor e fez 32 a 24. Com isso, os visitantes viraram e foram para o intervalo na frente por cinco pontos de distância no geral (63 a 58), com direito a uma bola de três de Andrew Wiggins no estouro do cronômetro, após rápida transição ofensiva. Os cestinhas do primeiro tempo foram Curry e Durant com 19 e 16 pontos, respectivamente.

Na volta para o terceiro quarto, os Warriors começaram com o mesmo ritmo que terminou o segundo, fizeram uma “corrida” de 6 a 0 e logo abriram dois dígitos na pontuação, “obrigando” o técnico Steve Nash a pedir um tempo técnico. A parada não surtiu o efeito esperado e Golden State ficou na liderança durante toda a parcial com muito domínio, mesmo com Stephen Curry no banco na segunda metade do período, em razão do número de faltas. A diferença só não era maior, pois os Warriors cometeram muitos desperdícios de bola. Mais uma vez, uma cesta do perímetro no estouro do relógio, agora marcada pelo veterano Andre Iguodala.

A diferença de estilos era nítida. Os visitantes apostavam no coletivo e os mandantes em jogadas individuais de seus craques James Harden e Kevin Durant. A curiosidade da parcial foi a entrada de LaMarcus Aldridge, que vinha de bons jogos, mas entrou em quadra restando seis minutos para o fim do período.

Com 98 a 76, ou seja 22 tentos de frente, o último quarto foi protocolar e ainda mais tranquilo para a franquia de São Francisco. Com direito a show de Curry, que marcou nove bolas de três, o Golden State Warriors “humilhou” o Brooklyn Nets, que não teve os titulares para o período derradeiro. Na reta final, já com os titulares poupados, o melhor time da NBA neste momento fez mais uma vítima, confirmou o triunfo e venceu o Brooklyn Nets em pleno os seus domínios por 117 a 99, se recuperando da derrota sofrida no último duelo. Passeio em Nova York!

Próximos jogos:

Agora, os dois times terão o mesmo adversário pela frente. Enquanto o Brooklyn Nets enfrentará o Cleveland Cavaliers nesta quarta-feira (17) em um back to back, o Golden State Warriors seguirá a sua maratona pela Conferência Leste e jogará contra os Cavs nesta quinta-feira (18).

 

 

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.