23.3 C
Rio Branco
25 novembro 2021 5:16 am

Comissão do Senado aprova R$ 656 mi em emendas ao Orçamento; Bittar sugere destino

Por sugestão de Márcio Bittar, parte dos recursos será destinada à Fundação Getúlio Vargas

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 09/11/2021 10:00

Reunida nesta terça-feira (9), a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou quatro emendas que serão apresentadas ao projeto da Lei Orçamentária de 2022, as quais somam R$ 656 milhões. Os recursos serão destinados aos Ministérios do Desenvolvimento Regional e da Economia. As sugestões de despesas serão encaminhadas à análise da Comissão Mista de Orçamento (CMO).

O relator das emendas ao Orçamento na CAE foi o presidente do colegiado, senador Otto Alencar (PSD-BA). Para o Ministério do Desenvolvimento Regional, ele recomendou a aprovação de duas ações para conservação e recuperação de bacias hidrográficas. A primeira prevê a aplicação de R$ 300 milhões, e a segunda, de R$ 16 milhões.

“As dotações orçamentárias são importantes para a implementação de atividades socioambientais e de revitalização ambiental, tais como o reflorestamento, a recuperação de áreas de proteção permanente, a recomposição da cobertura vegetal, a redução dos processos erosivos, a conservação da biodiversidade, a promoção da educação ambiental, a mobilização e a capacitação socioambiental”, justificou Otto, que foi o autor das duas emendas.
Para o Ministério da Economia, a CAE também aprovou duas emendas. A primeira libera R$ 40 milhões para a Fundação Getúlio Vargas (FGV), por sugestão dos senadores Antonio Anastasia (PSD-MG), Esperidião Amin (PP-SC), Marcio Bittar (PSL-AC) e Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE).

A segunda destina R$ 300 milhões para promoção do desenvolvimento de micros e pequenas empresas, microeemprendedores individuais, potenciais empreendedores e artesãos. A emenda foi indicada pelos senadores Flávio Arns (Podemos-PR), Jaques Wagner (PT-BA), Jean Paul Prates (PT-RN), Nelsinho Trad (PSD-MS), Omar Aziz (PSD-AM), Paulo Paim (PT-RS), Veneziano Vital do Rêgo (MDB-PB), Wellington Fagundes (PL-MT) e Zequinha Marinho (PSC-PA).

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.