27.3 C
Rio Branco
25 novembro 2021 9:47 am

Concurso Ibama 2021: provas serão dois meses após o edital

O concurso Ibama terá provas 60 dias após o edital, ou seja, dois meses. A portaria autorizativa foi publicada nesta quinta, 25. Veja mais!

POR FOLHA DIRIGIDA

Última atualização em 25/11/2021 09:47

Boa notícia para os candidatos do concurso Ibama. O Ministério da Economia autorizou nesta quinta-feira, 25, a redução do prazo entre edital e provas para 60 dias, ou seja, dois meses.

portaria autorizativa confirmando a redução do prazo foi publicada no Diário Oficial da União. Veja o documento na íntegra:

acesse a portaria

O documento está assinado pelo secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital da pasta, Caio Mário Paes de Andrade.

Dessa forma, quem não está se preparando precisa correr, pois as provas estão mais perto do que nunca.

A portaria entrou em vigor desde o ato da publicação. O concurso do Ibama visa o preenchimento de 568 vagas e está autorizado desde setembro, quando recebeu aval junto com o concurso do ICMBio, que também teve prazo reduzido.

Mas, o que é essa redução para 60 dias?

Essa redução tem sido bem comum nos últimos anos entre órgãos do governo federal.

Acontece é que o prazo legal entre edital e provas é de quatro meses, mas, muita das vezes, as seleções são extensas e a necessidade de contar com os servidores o mais rápido é grande.

Dessa forma, os órgãos fazem um pedido ao Ministério da Economia e trazem justificativas para que o prazo possa ser reduzido para 60 dias, ou seja, dois meses.

Por isso, supondo que o edital saia em dezembro, as provas consequentemente serão em fevereiro, e assim sucessivamente.

Isso agiliza as etapas e faz com que o concurso tenha o seu resultado publicado mais rapidamente. Logo, o órgão contará com seus servidores o quanto antes.

Concurso Ibama tem 7 bancas organizadoras na disputa

Enquanto o ICMBio já escolheu banca e assinou contrato com a instituição, o Ibama segue com processo em andamento. Recentemente, o órgão confirmou à Folha Dirigida que tem sete nomes cotados.

Na lista divulgada pelo Ibama à reportagem, estão:

  • Cebraspe;
  • Fundação Getulio Vargas (FGV);
  • Iades;
  • Instituto AOCP;
  • Ibade;
  • Idecan; e
  • Instituto Mais.

O Ibama informou que estas foram as interessadas que enviaram propostas dentro do prazo de 29 de outubro.

Além destas, outras duas bancas não constantes na relação teriam feito contato: Fundação Carlos Chagas (FCC) e Cesgranrio.

Todavia, já que não aparecem na lista enviada pelo Ibama, é provável que estejam fora da disputa. Afinal, as propostas eram para ter sido enviadas até a data mencionada pelo órgão.

“O Ibama informa que oficializou, na sexta-feira (22), a apresentação de propostas orçamentárias por instituições para realização do concurso público. O processo deverá estar acompanhado de documentos comprobatórios que atendam ao Plano de Trabalho até o dia 29 de outubro de 2021”, consta em nota enviada à imprensa.

A expectativa é de que o instituto finalize a análise nos próximos dias e anuncia o nome da escolhida. Em seguida, será assinado o contrato e o edital ficará livre para publicação.

O edital precisa ser publicado, legalmente, até março de 2022. Isso porque a autorização foi dada em setembro e o prazo oficial do Ministério da Economia é de até seis meses após.

Quais são os cargos do concurso Ibama?

Das vagas, 432 são para o nível médio, no cargo de técnico ambiental. A remuneração inicial da carreira é R$4.063,34, valor que já inclui o auxílio-alimentação de R$458 e a gratificação de desempenho de R$1.382,40.

As demais oportunidades são para cargos de nível superior, sendo: analista ambiental (96 oportunidades) e analista administrativo (40). Os ganhos, nesses casos, chegam a R$8.547,64, já com o auxílio-alimentação.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.