30.3 C
Rio Branco
24 novembro 2021 3:54 pm

Concurso Receita: procuradora solicita previsão de edital

Procuradora da República solicita ao Ministério da Economia a previsão de concurso Receita Federal, em inquérito. Veja os detalhes!

POR FOLHA DIRIGIDA

Última atualização em 17/11/2021 11:17

Quem quer uma oportunidade na área fiscal não pode perder tempo, pois o cenário do fisco nacional está esquentando. A procuiradora da República, Indira Bolsoni Pinheiro, solicitou previsão para a abertura do concurso Receita Federal.

A informação foi divulgada oficialmente pelo Sindireceita , o sindicado dos analistas-tributários.

De acordo com o Sindireceita, a procuradora determinou que o Ministério da Economia responda se há previsão de abertura de concurso público para incrementar o quantitativo de servidores nos quadros da Receita Federal do Brasil (RFB).

Além disso, a procuradora cobrou apresentação de planejamento da Receita para a alocação de servidores, com o objetivo de fortalecer a segurança aduaneira na região de fronteira do país.

Também foi solicitado planejamento para a alocação de servidores que irão atuar na região onde será construída a segunda ponte internacional entre Brasil e Paraguai, que tem prazo de conclusão para julho de 2022.

A solicitação ao Ministério da Economia foi feita após a abertura de inquérito civil, que foi instaurado com o objetivo de averiguar as atividades de fiscalização realizadas pela Receita Federal.

A hora é agora!

Quer garantir uma vaga na Receita Federal? Então esteja preparado e inicie seus estudos antecipadamente, mesmo sem a autorização. Dessa forma, você larga na frante e garante uma preparação qualificada rumo ao cargo dos sonhos.

 

Concurso Receita Federal pode ter aval para 699 vagas

O ofício que pede um novo concurso Receita Federal foi confirmado em abril e visa  prover 699 vagas  nas carreiras de auditor e analista, sendo:

  • 230 vagas para auditor-fiscal; e
  • 469 vagas para analista-tributário

O órgão do fisco federal readequou o pedido após ter solicitado mais de 3 mil vagas em 2020, sem sucesso. A demanda anterior foi para vários cargas de níveis médio e superior.

Nomeações podem acontecer até junho, diz Sindifisco

Recentemente, o Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais falou sobre o concurso Receita Federal 2022. Otimista, a categoria afirmou que mantém o objetivo de nomear até junho de 2022. Mas, este prazo está cada vez mais apertado com a demora na autorização.

Este prazo dado pelo Sindifisco é com base no período eleitoral.  O diretor de Defesa Profissional, Levindo Siqueira Jorge, inclusive, garantiu que a realização do novo concurso em 2022 depende de agilidade de administração.

“Nossa expectativa é que a administração da Receita se sensibilizar e cumprir o seu papel, pois essa demora está prejudicando os auditores-fiscais e o próprio órgão para realizar concurso no ano que vem. No caso dos auditores, quem está lotado nas fronteiras depende do concurso externo para viabilizar a remoção “, diz Levindo Siqueira.

Aval do concurso este ano é possível? 

No que depender dos sindicatos e representantes da Administração da Receita Federal, sim!

Mas, é importante destacar que a autorização depende muito mais do Ministério da Economia do que do próprio órgão. Recentemente, o sonho da autorização poder sair ainda este ano foi passado pelo próprio coordenador de Tecnologia da Informação (Cotec), Juliano Brito da Justa Neves.

Em agosto, ele chegou a dizer que era possível ter aval e realizar algumas etapas. Agora em outubro (quase novembro) isso ja se tornou impraticável.

Juliano chegou a dizer que há tempo hábil para a realização do concurso e garantiu que a nomeação dos candidatos está mantida para ocorrer em 2022, com prazo máximo para o meio do ano, haja vista as eleições presidenciais.

edital da Receita estava previsto para setembro, mas com tantos entraves e demoras nas conversas entre o secretário e a Economia, atrasou.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.