24.3 C
Rio Branco
17 janeiro 2022 1:31 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Idosa que morreu em UPA foi presa por ladrão em banheiro durante 40 minutos, diz polícia

A vítima só conseguiu sair do cômodo após retirar os pinos da porta e caminhar até a casa de parentes.

POR G1

A aposentada Ivonete Brandão, de 64 anos, que morreu em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em Campo Grande, foi trancada por um ladrão no banheiro da própria casa por 40 minutos antes de conseguir pedir ajuda. A vítima foi agredida com socos e chutes, chegou a receber atendimento médico, mas não resistiu. Um jovem de 28 anos foi preso e confessou o crime.

Conforme as informações divulgadas pelo delegado Fábio Brandalise, nesta segunda-feira (29), as investigações tiveram início no dia do crime, 9 de novembro deste ano, com trabalho de peritos no local, coleta de depoimentos de familiares da vítima e moradores da região das Moreninhas II, onde ocorreu o crime.

Os investigadores receberam informações sobre a identidade do suspeito e conseguiram encontrá-lo na última quinta-feira (25) , escondido em uma residência no Jardim Nhanhá.

Luta pela vida

Conforme o delegado, o criminoso tinha parentes na região onde a idosa morava e estava a monitorando. Ele sabia que ela era aposentada e morava sozinha.

No dia do crime, o homem invadiu a casa, trancou a vítima no banheiro e a agrediu com socos e chutes. O homem fugiu levando dois celulares, relógio e pouco menos de R$ 1 mil em espécie.

“De forma covarde ele a agrediu brutalmente e desnecessariamente”, enfatizou o delegado.

A idosa ficou presa no banheiro durante 40 minutos e só conseguiu sair após tirar os pinos da porta e caminhar até a casa de parentes que vivem nas proximidades para pedir ajuda. “Ela lutou bastante pela sobrevivência”, completou o delegado.

A idosa foi socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu em Unidade de Pronto Atendimento da Capital.

O delegado disse ainda não ter tido acesso ao laudo do Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol), mas acredita que ela tenha morrido em decorrência de hemorragia interna em consequência das agressões.

30 anos de prisão

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.