30.3 C
Rio Branco
24 novembro 2021 2:14 pm
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Moisés Diniz critica FPA e diz que não permitirá mais, ataques a sua biografia

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Foi pro ataque

O sempre polêmico Moisés Diniz, que já foi deputado federal pelo PCdoB e hoje é secretário adjunto de Educação do Estado e aliado de primeira hora de Gladson Cameli (PP), fez mais uma postagem nas redes sociais em defesa do governador e descendo a lenha na finada FPA. O ex-deputado disse que não admitirá mais ataques a sua biografia.

Dois pesos e duas medidas

Segundo Diniz, sempre que defende um aliado, é agredido. “Todas as vezes que eu defendo uma liderança do campo tradicional (como Gladson Cameli ou Márcio Bittar), que já foram, inclusive, membros, aceitos e respeitados pela FPA, surgem agressões a mim. Eles só prestavam quando estavam na FPA? O Petecão, que já foi superpoderoso na FPA, depois que saiu, passou a ser agredido e ridicularizado por muita gente da esquerda. Será que, agora, vai voltar a ser respeitado em 2022?”

Ilibado

Ainda segundo Moisés, as manifestações que ocorrem nas redes sociais por parte da esquerda são sempre tentando desqualificá-lo, “com palavrões, agressões sem base nenhuma. Mas, nunca eles me acusam de corrupção, de pegar propina ou de ter utilizado dinheiro do Mensalão ou da Petrobras”.

Conservador

Na mesma postagem o ex-comunista confessa que mesmo tendo militado por mais três décadas na esquerda, sempre teve posições conservadoras. “Eu nunca defendi o aborto ou a liberação das drogas. Eu sempre me posicionei publicamente contra modelos ditatoriais, como o socialismo no Leste Europeu, após a assunção de Stálin. Nunca concordei com a indecência do ‘nepotismo revolucionário’, principalmente a caricatura da Coreia do Norte, aonde o poder passa de pai para filho e neto. Me posicionei publicamente contra as medidas autoritárias da Venezuela, quando começou a fechar parlamento oposicionista e prender líderes da oposição. E eu ainda estava na esquerda, quando defendia essas minhas posições”, afirmou.

A arte da guerra

Citando Sun Tzu, o secretário adjunto de Gladson finalizou o texto dizendo que está pronto pra luta. “Não vou mais permitir ataques gratuitos à minha biografia, porque minhas mãos não estão sujas de óleo ou de qualquer outra porcaria que enlameou parte majoritária da esquerda. Sun Tzu dizia que é melhor gastar com comida e alojamento dos soldados em paz, do que abrir uma guerra. Mas, estou pronto pra qualquer outra fase de luta. Só não vou polemizar com militantes, porque a maioria é inocente, não sabe o que fizeram em seu nome. Vou dialogar publicamente com seus líderes e suas biografias”, concluiu.

Proamp

O governador Gladson Cameli lançou nesta quinta-feira (11) o que ele classificou como o maior e mais ousado projeto público para alavancar o setor rural do estado, o Programa Acre Mais Produtivo (Proamp). O programa tem como principal meta “consolidar um novo modelo de desenvolvimento socioeconômico baseado na agroprodução sustentável”.

Judas

No Twitter, o ex-governador Tião Viana (PT) chamou o ex-juiz federal Sergio Moro e o ex-procurador da República Deltan Dallagnol de traidores. Viana postou uma imagem em que a dupla aparece e disparou: “Dois Judas”. Moro e Dallagnol eram responsáveis pela Operação Lava Jato, que levou Lula e outras lideranças petistas para a prisão.

De volta

Após ter ido à Europa participar da COP26, o prefeito da Capital, Tião Bocalom (PP), já está de volta ao Acre. O gestor foi o entrevistado de hoje do programa Gazeta Entrevista, da TV Gazeta. Na conversa, Bocalom disse vai comprar 10 ônibus elétricos em agosto do ano que vem. A aquisição será feita por meio de uma empresa municipal de transporte público, que será criada em sua gestão.

Consultado

O deputado federal Leo de Brito (PT) se reuniu hoje com o ex-prefeito de Rio Branco e pré-candidato a deputado estadual Marcus Alexandre (PT) para um bate-papo sobre política e “sobre os desafios do Acre, e de Rio Branco”. De acordo com Brito, a conversa também foi uma consulta. “Estamos trabalhando numa proposta de emenda pra Rio Branco, e não poderia deixar de tirar uma casquinha do grande engenheiro e do ex-prefeito que tanto conhece Rio Branco. Vem coisa boa por aí, nos próximos dias a gente anuncia”, disse.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.