27.3 C
Rio Branco
24 novembro 2021 5:13 pm

Narciso Mendes: ‘Ou as elites de natureza política se cuidam ou serão responsabilizadas pelo caos social que se avizinha’

POR NARCISO MENDES

Última atualização em 13/11/2021 06:37

O pior dos mundos.

Desemprego, carestia e fome, entre outros, são os alguns desafios que teremos a nossa frente.

Vivemos, certamente, as mais graves crises da nossa história, e são muitas, e por qualquer ângulo que sejamos avaliados, no contexto das nações, somos reprovado. Política e economicamente, sequer poderemos dizer que estamos caminhando para trás, posto que, já vivemos períodos em que chegamos a cantarolar, e em coro: sou brasileiro com muito orgulho e muito amor. A propósito, já chegamos a ser um dos países do mundo a receber o maior número de imigrantes, inclusive advindas dos países do chamado primeiro mundo.

Éramos considerados, mundo afora, o país do futuro, ou seja, de amplas oportunidades. Portanto, nada mais preocupante, segundo pesquisas do próprio IBGE, ou seja, do insuspeito Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística que a maioria dos brasileiros com idade entre 16 e 28 anos de idade, de cuja faixa etária o nosso futuro muito depende, não vêem à hora de emigrarem para outros países.

E a quem haveremos de debitar tão indigesta transformação? Certamente às nossas elites políticas, econômicas e tantas quantas que assim se considerarem, isto porque, enquanto povo, a nossa soberania popular só prevalece quando das escolhas dos nossos representantes políticos. Daí a importância que dão ao nosso povo nos períodos que precedem as nossas eleições, a quem prometem tudo e a todos.

Após passadas as eleições, ao invés de resgatarem as promessas feitas ao próprio povo, pouco ou nada resgatam, quando não o decepciona, e não seria para menos, afinal de contas, as ditas elites não assumem as responsabilidades, inteiramente suas, pelas crises que vivenciamos, entre elas, a do desemprego, a da carestia e a da fome que se faz presente na vida dos milhões de brasileiros. Detalhe: a troca da denominação inflação por carestia foi proposital, pois é de carestia que o povo entende, por senti-la em suas próprias carnes, a elevação dos preços dos produtos que são indispensáveis a sua sobrevivência.

As nossas elites não assumem as responsabilidades que são inteiramente suas, apenas as transferem para outros. Neste particular a pandemia da Covid-19 e que já levou a morte de mais 608.000 brasileiros, é bastante esclarecedora, porquanto as acusações são trocadas e nenhuma das nossas autoridades assume as responsabilidades pela maior tragédia ocorrida no nosso país, e em todos os tempos.

Não sou profeta, menos ainda do apocalipse, mas de uma coisa tenho a seguinte certeza: ou as nossas elites, em particular, as de natureza política, se cuidam, ou serão responsabilizados pelo caos social que se avizinha e que há bastante tempo vem sendo anunciado.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.