23.3 C
Rio Branco
25 novembro 2021 5:12 am
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

Petecão diz que só vai tratar da chapa majoritária no ano que vem: “Nunca falei nada com o Jorge Viana”

POR THIAGO CABRAL, DO CONTILNET

Do jogo

O senador Sérgio Petecão (PSD) não gostou de ter seu nome associado ao de Jorge Viana (PT) em uma possível aliança para as eleições do ano que vem. A um ano do pleito, é do jogo que apareçam as mais diversas especulações sobre candidaturas e alianças. Essa foi só mais uma.

Explicando

É bom deixar claro que a informação que a coluna abordou ontem não veio de fonte oficial, nem do PT e nem do PSD, mas foi fruto de debate com petistas acreanos, que já começavam a vislumbrar essa aliança entre Jorge e Petecão. Pelo visto foi só um devaneio, já que do lado do senador, a aliança, por ora, está descartada.

Foco

Segundo o senador, o foco dele, por enquanto, é na montagem das chapas proporcionais, para deputados federais e estaduais, e na sua própria candidatura. As vagas de vice e para o senado, ele só quer discutir no ano que vem. “Nunca tratei nada com o Jorge, só vou tratar isso no ano que vem”, disse à coluna.

Rejeição

Ainda de acordo com Petecão, há uma grande rejeição ao nome de JV, sobre uma possível aliança, em parte de seu grupo político, o que dificulta que a dobradinha se concretize. No PT, também há uma corrente contrária a aliança entre Jorge Viana e o senador. A aliança é difícil de costurar, mas na política nada é impossível.

Aliança

Por falar em alianças, o deputado Jenilson Leite (PSB), que é pré-candidato ao Governo, também quer deixar todas as definições apenas para o ano que vem, porque segundo disse à coluna, está “dependendo da formação ou não de federações”. Já sobre a montagem da chapas proporcional do partido, o socialista disse: “Não está fácil pra ninguém. Mas vamos formar uma boa chapa”.

Morobloco

Com o anúncio da pré-candidatura à presidência da República do ex-juiz Sergio Moro, pelo Podemos, o partido no Acre ganhou uma missão: montar uma chapa majoritária. A informação foi dada pelo líder da legenda na Aleac, o deputado Fagner Calegário. O negócio tá tão sério, que o presidente do partido no Acre, Ney Amorim, vai até Brasília, na próxima semana, conversar com o presidenciável sobre essa hipótese. É esperar pra ver se a ideia ganha força.

Governo

Se até pouco tempo atrás, era a disputa pelo Senado que juntava quase uma dezena de pré-candidatos e parecia se encaminhar para um dos pleitos mais disputados da história do Acre, a briga para o Governo está tomando um rumo parecido. Do virtual combate entre apenas Gladson e Petecão, a disputa pode reunir quase uma dezena de candidatos.

Nomes

Até agora já foram colocados de forma oficial os nomes do atual governador, que é candidato a reeleição, Gladson Cameli (PP), do senador Sérgio Petecão, do deputado estadual Jenilson Leite (PSB), da deputada federal Mara Rocha (PL), do professor universitário Nilson Euclides (PSOL) e do também professor, David Hall (Cidadania). Além destes, há ainda a chance do PT disputar o Governo com Jorge Viana, e a possibilidade do Podemos ter uma candidatura própria, além de outros partidos menores, que também devem ter seus pré-candidatos anunciados em breve.

Defesa dos animais

O vereador Rutênio Sá (PP) apresentou hoje, na Câmara de Vereadores de Rio Branco, um Projeto de Lei (PL) para que o município adote a Campanha Dezembro Verde, que visa conscientizar a população contra o abandono, maus-tratos e crueldade contra animais. O dia 10 de dezembro foi escolhido como Dia D da campanha, que é quando se comemora o Dia Internacional do Direito dos Animais.

Crime organizado

Também hoje, na Câmara de Vereadores da capital, o presidente da Casa, o vereador N Lima (PP), parabenizou o secretário de Segurança Pública do Estado, coronel Paulo César, pela decisão de proibir o show do MC Poze do Rodo, que ocorreria na última segunda-feira (15) e foi suspenso poucas horas antes, quando o artista já estava no Acre. O vereador disse que o artista “faz apologia ao crime organizado” e que está foragido dos estados do Rio de Janeiro e Mato Grosso, onde já responde pelo crime de apologia ao crime organizado.

Exonerada

O prefeito da capital, Tião Bocalom (PP), exonerou hoje a diretora de gestão da Semsa, Tatiana Mendes de Assis, que estava afastada do cargo desde setembro deste ano, após uma recomendação do Ministério Público do Acre (MPE). Tatiana havia sido afastada junto ao secretário municipal de Saúde, Frank Lima.

Defesa Civil

O chefe da Defesa Civil de Rio Branco, o major do Corpo de Bombeiros, Cláudio Falcão, disse na Câmara de Vereadores, nesta quinta (18), que colocou o cargo dele à disposição do prefeito caso não tenha apoio para trabalhar durante uma possível cheia do Rio Acre no próximo ano. O major reclamou da dificuldade que teve para trabalhar durante a alagação deste ano e não quer que a história se repita.

Os artigos são de responsabilidade exclusiva dos autores. É permitida sua reprodução, total ou parcial desde que seja citada a fonte.