30.3 C
Rio Branco
24 novembro 2021 4:11 pm

Polícia Civil ensina técnicas para crianças em escolas da rede pública

Alunos da rede pública, de oito a 12 anos, passarão a conhecer a rotina e atividades de atuação em delegacias

POR TIÃO MAIA, PARA CONTILNET

Última atualização em 18/11/2021 15:44

Boa parte do que ocorre na rotina da Polícia Civil, inclusive nas delegacias de polícia, onde são centralizadas investigações sobre os mais diversos crimes, voltará a ser objeto de estudos para pelo menos 20 estudantes da rede pública de ensino estadual, que participam de um projeto social. São crianças na faixa etária de 8 a 12 anos de idade, que irão vivenciar o dia a dia da Polícia Civil, participando de palestras sobre malefícios do bullying escolar, de simulação de uma investigação criminal, visita a uma delegacia e ao departamento de Polícia Técnica, além de atividades lúdicas.

Trata-se da retomada do Projeto Social da Policia Civil do Acre, por meio da Academia de Policia Civil (Acadepol), cuja suspensão ocorreu desde o início da pandemia do novo coronaviurus e que está voltando gradualmente à medida que arrefece os casos da doença. O projeto chama-se “PC na Escola” e também visa atingir pais e alunos, os quais, no momento, integram a Escola Estadual Ayrton Sena da Silva, localizada do bairro Sobral, em Rio Branco.

O projeto “PC na Escola” é uma iniciativa de cunho social da Polícia Civil, executado por meio da Acadepol em parceria com instituições governamentais, como a Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), Ministério Público do Trabalho (MPT) e 14º Tribunal Regional do Trabalho.

A ideia do projeto é aproximar o trabalho da instituição Polícia Civil junto às comunidades onde há o registro de maiores índices de criminalidade, “trabalhando no acolhimento e na prevenção, quebrando paradigmas e incentivando nas crianças o respeito às autoridades, tais como pais e professores, as boas práticas baseadas no estudo e bom comportamento, contribuindo assim para se tornarem cidadãos éticos, conscientes de seus direitos e deveres na formação de uma sociedade melhor”, como define a apresentação do projeto. De acordo com a proposta, isso permitirá aproximar a segurança pública das escolas e estabelecer maior vínculo com as famílias.

Além de conhecer como funciona o trabalho das polícias investigativa e científica, as crianças participam ainda de atividades lúdicas no contraturno escolar, além de palestras que buscam envolver os alunos em ações preventivas e despertar valores cívicos e de cidadania.

O alvo do projeto é, principalmente, crianças que se encontram em condições de vulnerabilidade social, cujo principal objetivo atender primeiramente escolas de bairros mais periféricos. É um compromisso social adotado pela instituição Policia Civil, que agora vai além da sua função básica de investigar para trabalhar trata também da parte preventiva, disse o de delegado-geral de Polícia Civil do Acre, Josemar Moreira Portes.

Segundo ele, o projeto trata valores éticos e morais isso ajuda a subsidiar a formação de caráter das crianças, que é o maior desafio do projeto: “Queremos construir cidadãos que valorizem a pátria e, sobretudo, plantar em cada coração dessas crianças uma semente de paz, de harmonia social para que em futuro bem próximo estejamos colhendo resultados frutíferos dessas ações de hoje”, destacou Portes.

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
É permitida sua reprodução total ou parcial desde que seja citada a fonte. Opiniões emitidas em artigos e comentários são de responsabilidade exclusiva dos autores.
Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!